A PRESENÇA EXTRATERRESTRE:
FORMAS DE CONTATO

Página 4
Texto do prof. Laércio Fonseca



CONTATOS PSÍQUICOS: O DESPERTAR PARA A NOVA CONSCIÊNCIA EXTRATERRESTRE. O PAPEL DOS EXTRATERRESTRES NA GRANDE TRANSIÇÃO AQUARIANA



2- AS VÁRIAS DIMENSÕES ONDE ATUAM OS ETs (continuação)


PLANO ASTRAL

Este é o plano mais conhecido por todos nós. É onde habitam os espíritos desencarnados e que estão fora do plano físico. Todos nós, de alguma forma, conhecemos essas dimensões, pois em nossas entre-vidas ficamos operando e vivendo nessa dimensão. Basta apenas lembrarmos de nossa vida espiritual para que tais coisas voltem a ficar claras.


Nas projeções astrais, muitos de nós retornamos a essa dimensão, para recarregarmos nossas energias enquanto dormimos. Essa operação diária e natural ocorre mesmo sem nossas consciências.


Outra coisa importante que devemos falar aqui é que o plano astral está dividido em subníveis energéticos, em sub-planos, onde os seres com mais consciência e energia áurica vão se instalando nos sub-níveis de maior frequência energética. Os subníveis inferiores são reservados aos espíritos com pouca consciência e presos às leis inerentes ao seu projeto. Aqui estamos falando especificamente da Terra, mas em todo o universo este nível existe e é muito ampla a sua faixa espectral e muito habitado.


PLANO ETÉRICO

Este plano é apenas uma preparação estrutural para realização do plano físico. É como se fosse um negativo fotográfico, de onde se originará a foto real. Desta mesma maneira, o plano Etérico é uma imagem de menor densidade energética do plano físico. Os átomos etéricos são réplicas dos átomos físicos, diferindo apenas em suas frequências energéticas.

PLANO FÍSICO

Estrelas, planetas, galáxias e todas as manifestações biológicas, compõem esta dimensão. Notem que a estrutura espaço-temporal do plano físico impede que raças primitivas interrelacionem-se.


As distâncias interplanetárias e interestelares são intransponíveis por raças primitivas dotadas de tecnologias adaptadas ao plano físico da matéria. As navegações estelares só são realmente possíveis quando estamos operando nas dimensões superiores. Nesse caso devemos estar sujeitos a novas regras cósmicas e não mais às leis humanas das raças de superfície.


O homem precisa compreender essas coisas para que possa assim, libertar-se do orbe terrestre e navegar pelo cosmos. Ao invés de ficar investindo bilhões de dólares na corrida espacial ele necessita investir em sua própria consciência. Reencontrar-se como ser cósmico para assim compreender seus desígnios maiores. Esperamos que o contato com seres extraterrestres possa nos trazer as luzes dessa nova era, para que vejamos o universo e a vida nele manifestada.


No orbe terrestre, no próprio Projeto Terra, a vida espiritual transcorre em várias dimensões, o que chamamos de plano astral, plano mental, etc. O próprio plano astral é subdividido em vários níveis, separados pela frequência energética e vibracional, característica de cada um.


À vida é muito bem coordenada em cada uma dessas dimensões e as ações das almas nesses planos estão intimamente ligadas ao Projeto Terra em seu nível astral. É lá que atuam bilhões de almas vinculadas ao Projeto, ainda presas ao ciclo reencarnatório na superfície. Porém, há milhares de almas que já transcenderam tais experiências, habitando os planos elevados do astral, e que continuam ainda suas experiências no Projeto Terra, em nível do astral superior.


Nessas dimensões espirituais é comum encontrar uma gama variada de seres oriundos de outros orbes, em visitas de estudos ou missões de trabalho junto ao Projeto Terra. Seres que vêm em missões a mando das potestades maiores do comando central de operações da galáxia.


Esses seres podem operar em várias dimensões, de acordo com as necessidades e de suas capacidades operacionais. Muitos deles são originários de dimensões muito elevadas, podendo operar em qualquer dimensão, até mesmo no plano físico se assim exigirem suas missões. É muito fácil para esses seres mudarem de dimensão.


É apenas uma operação tecnológica muito simples. Perguntei uma vez a um amigo extraterrestre se era difícil para eles a operação de materialização em nossos planos densos com suas naves ou seu próprio corpo. Ele me respondeu que essa operação é mais simples para eles do que acender um palito de fósforo.


Estamos muito longe ainda de compreender a capacidade tecnológica de seres que atuam em dimensões muito elevadas e em estados de consciência superior. Nós aqui na Terra temos uma visão muito simplória da ciência da matéria e tudo para nós é muito difícil, quase que impossível. Para eles a palavra impossível é um sacrilégio.

RESUMO DA IDÉIA

Resumindo esta idéia, temos que ter em mente os seguintes fatores:


a) Todos somos extraterrestres.


b) A vida está dividida em muitas dimensões no Universo, além do plano físico.


c) A palavra extraterrestre perde seu sentido original dentro deste nosso conceito.


d) Os seres extraterrestres, de uma forma geral, atuam em todas as dimensões do Universo.

Próxima    Anterior    1   2   3   5   6   7   8   9

FONTE DOS TEXTOS

ESTE LIVRO É PARTE DA COLEÇÃO DO PROJETO TERRA PUBLICADO PELO PROF. LAÉRCIO B. FONSECA. VISITE O SEU SITE :
http://www.projetoterra.com



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!






Google
 
Web www.eurooscar.com








Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.





Home