RACIONALISMO CRISTÃO - 44

GRAUS DE ESPIRITUALIDADE

Os graus de espiritualidade diferem. Daí, a diferença entre os temperamentos dos próprios seres componentes da mesma família. Há diversos gênios, diversas inclinações, umas boas, outras más, gênios exaltados e moderados, e, no entanto, pertencentes todos a uma mesma família. É que não é o sangue que fala, não é o corpo, não é a matéria que tem aí preponderância, mas, sim, o espírito. São por vezes todos filhos do mesmo pai e da mesma mãe e, portanto, possuidores do mesmo sangue, vivem debaixo do mesmo teto, recebem a mesma educação. Sendo diferente, o espírito reflete sempre a sua espiritualidade na maneira de pensar, na maneira de agir, no temperamento, enfim.


Há espíritos rebeldes, difíceis de serem educados e há outros dóceis, maleáveis; há espíritos que, apesar da educação ser a mesma, com a mesma severidade, ou mesma doçura, tornam-se sempre irritadiços, revoltados, porque o seu temperamento espiritual assim o exige. Razão por que recomendamos àqueles que têm filhos, para bem educá-los, observando-lhes o temperamento, e não fazer uma regra geral na sua educação. Se um é levado de uma maneira, outro não pode ser levado da mesma maneira; é preciso estudá-los nas suas inclinações e no seu temperamento. Pode parecer de somenos importância esse fato, mas tem tanta e tanta importância na formação de um caráter que todos os pais devem ter o máximo cuidado de observar. Exigir que todos os filhos sejam obedientes como foi o mais velho, como foi o segundo ou o terceiro, ou o último, é um erro. Não devem exigir. Devem, sim, conseguir de certa maneira, de certo modo, com certo jeito que eles sejam obedientes.


Se um obedece facilmente e o outro é teimoso e foge à obediência, procure o pai ou a mãe a maneira mais fácil de fazer com que esse filho se torne obediente, falando-lhe à alma, ao espírito; se ele não vai com severidade, irá, naturalmente, com doçura, tocando-lhe na corda sensível e ninguém melhor do que a mãe, a mãe experiente, sabe fazer isso. A educação de uma criança não é tão fácil como parece. A mãe, principalmente, que está em convívio com os filhos, desde manhã até a noite, pode observar melhor, e assim também melhor guiá-los. Há nos arroubos infantis muitas coisas a observar; é desses arroubos que os pais tiram os elementos de que carecem para bem formarem o seu caráter. E notem bem que da formação do caráter de um espírito depende a sua felicidade futura, o seu êxito na vida.


Há muita gente que desconhece o valor da espiritualidade e muita gente até que despreza a espiritualidade, porque vive uma época puramente materialista, onde o materialismo embota o raciocínio e a razão, onde o gozo perturba os sentidos, onde a vida turbulenta, desenfreada, torna os homens bastante materializados, mas a espiritualidade na vida dos seres tem uma importância considerável. É no espírito que reside tudo, é o espírito que movimenta o corpo, o espírito é luz, é inteligência, veio encarnar para fazer algo, não veio para perder o seu tempo, pois, muitas vezes, um espírito perde uma encarnação preciosa somente porque não encontrou na Terra quem o soubesse guiar, quem o soubesse instruir, quem o soubesse encaminhar para a vida.


É um crime ter-se um espírito superior sob a sua tutela e não se fazer tudo para que vença, para que progrida, para que seja feliz. A espiritualidade deve ser encarada, não sob o aspecto do espiritismo, que muita gente procura por curiosidade ou para satisfazer um desejo, uma vontade absurda qualquer. A vida fora da matéria, a vida psíquica, o valor do pensamento têm mais importância para aqueles que estudam e raciocinam, para aqueles que se interessam pelas coisas espirituais.


Materialmente, tudo se vê, tudo se explica, porque se pode apalpar, mas espiritualmente, só se pode ver, só se pode sentir quando se procura investigar e quando se procura estudar com afinco. Vemos a humanidade tão embrutecida, tão esquecida de que possui em si uma centelha de Luz! É preciso que a humanidade se convença de que, enquanto for puramente materialista, não pode progredir, não pode se sentir feliz, não pode gozar daquela paz de espírito que só gozam aqueles bem formados e que têm a consciência do dever cumprido.


Trate, pois, cada um de sua espiritualidade. Procurem dar aos seus filhos a educação de que eles carecem, vendo neles não somente os pedacinhos de carne, mas os espíritos que prometem, espíritos que merecem um futuro risonho, de paz, de tranqüilidade espiritual e de progresso. Estudai-os bem e levantai o seu espírito para que possam gozar de paz espiritual.

TODAS AS PÁGINAS DO LIVRO

 1- A ARTE DE VIVER
 2- A CONDUTA E A LEI DO RETORNO
 3- A INDIFERENÇA
 4- A MENTIRA NÃO AJUDA AO PROGRESSO
 5- A MULHER
 6- A PAZ ESPIRITUAL SUPERA REVESES
 7- AJUDANDO UNS AOS OUTROS
 8- ANIMAL HUMANO
 9- ÂNIMO E VONTADE FORTES
10- ÂNIMO PARA VIVER
11- APRENDER A VIVER
12- AUSÊNCIA DE COMPREENSÃO
13- AUTOCORREÇÃO
14- CAMINHOS SEM SEGREDOS
15- CARÁTER DAS CRIANÇAS
16- CAVALHEIRISMO
17- CLARIVIDÊNCIA
18- CONHECER PARA NÃO TEMER
19- CONSTRUINDO A FELICIDADE
20- CONSTRUIR OU DESTRUIR A FELICIDADE
21- CRÍTICA DESAIROSA
22- CUIDEMOS DEVIDAMENTE DA CRIANÇA
23- CULTIVO DOS SENTIMENTOS
24- CURA DE OBSEDADOS
25- CURANDO A OBSESSÃO
26- DIVERSÃO PERIGOSA
27- DOMINANDO O GÊNIO
28- DOMÍNIO DO "EU"
29- DUAS VIDAS
30- EDUCAÇÃO E DECADÊNCIA
31- EDUCAÇÃO FALHA
32- EDUCAR OS SENTIMENTOS
33- EGOÍSMO E AUTORITARISMO
34- EGOÍSMO, FONTE DE SOFRIMENTOS
35- ENERGIZAR
36- EQUILÍBRIO TRAZ TRANQUILIDADE
37- ERROS DESCULPÁVEIS
38- ESCLARECER-SE PARA SER FELIZ
39- ESPIRITUALIZAÇÃO, ÚNICA VIA PARA A FELICIDADE
40- EVITANDO FRACASSOS
41- EVOLUÇÃO SEM MEDO
42- EXERCÍCIO DO LIVRE-ARBÍTRIO
43- FALAR AOS ESPÍRITOS
44- GRAUS DE ESPIRITUALIDADE
45- IGNORÂNCIA DA VERDADE
46- IGNORÂNCIA E CONFIANÇA
47- IGNORANDO A ESPIRITUALIDADE
48- IMPORTÂNCIA AO QUE IMPORTANTE É
49- IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA
50- IMPORTÂNCIA DA PSICOLOGIA
51- MALES PSÍQUICOS
52- MUDANÇA DE HÁBITOS
53- O CAPRICHO
54- O LIVRO DO TEMPO
55- ORIENTAR SEM COAÇÃO
56- PENSAMENTO, ALAVANCA DO SUCESSO
57- PERSONALIDADE ESPIRITUAL
58- REAGINDO AOS SOFRIMENTOS
59- SER ESPIRITUALISTA
60- VENCENDO OBSTÁCULOS
61- VÍCIO DE RELIGIOSIDADE
62- VIVER COM REALISMO

FONTE DO TEXTO ACIMA

LUIZ DE MATTOS - CLÁSSICOS DO RACIONALISMO CRISTÃO - Volume 1 - 2ª edição - Centro Redentor - Rio de Janeiro - 2001.
Outras obras do Autor: Pela Verdade, 9ª ed. - Vibrações da Inteligência Universal, 9ª edição.

PLANO DO TRABALHO

A obra Clássicos do Racionalismo Cristão tem por objetivo reunir os trabalhos de Luiz de Mattos, Luiz Alves Thomaz e Antonio Cottas, respectivamente, fundadores e consolidador da Doutrina. O Centro Redentor editará volumes sucessivos, sendo que os iniciais da série conterão os pronunciamentos de Luiz de Mattos, codificador doutrinário do Racionalismo Cristão.

O AUTOR DESTE WEBSITE

Busco oferecer neste sítio uma variedade abrangente de textos espiritualistas salutares e edificantes, de várias fontes, para que todos tenham a oportunidade de enriquecer e ampliar a sua cultura e desenvolver a consciência, mediante a sintonia com idéias e ensinamentos elevados. Concordo com muitas das idéias apresentadas mas não necessariamente com todas.



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!








Google
 
Web www.eurooscar.com










Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.






Home