RACIONALISMO CRISTÃO - 60

VENCENDO OBSTÁCULOS

Estudando a humanidade nos seus diversos aspectos, nas suas múltiplas modalidades, observando bem, analisando a sua maneira de ver, de sentir e de agir, concluirá o espírito estudioso e inteligente que muito e muito precisa ainda aprender para saber dar valor à vida, vida que muita gente vive sem saber como e por quê, vida a que muita gente se atira num atordoamento inexplicável, vida que é mais vegetativa do que racional.


O gênero humano, dotado de inteligência e raciocínio, diferindo, portanto, muito e muito dos animais que só agem pelo instinto, só se tornará verdadeiramente humano quando chegar a ser espiritualizado. Mas é bem difícil espiritualizar a criatura quando ela prefere rastejar a andar de pé. Como é difícil fazer despertar o espírito humano! Como é árduo o trabalho daqueles que pretendem fazer da humanidade criaturas capazes para a luta pela vida, desejosas de se espiritualizarem, para que, encontrando obstáculos aparentemente invencíveis, saibam transpô-los com altivez, o que não podem fazer os empedernidos, que tão teimosamente persistem no erro, porque dificilmente se lhes faz compreender a verdade. Repelem essas criaturas a verdade, que muitas vezes fere, caustica, mas será sempre um remédio proveitosíssimo para o despertar de cada espírito.


O papel do Racionalismo Cristão é fazer despertar a humanidade, fazer com que compreenda a necessidade de saber viver, de dar mais valor aos dotes morais que possui e traz ao encarnar neste mundo para, justamente, aproveitá-los e desenvolvê-los em beneficio do próprio progresso.


É preciso esclarecer os seres humanos. O esclarecimento é que desperta o espírito. Esse esclarecimento tem que se fazer e nós não nos cansamos de irradiar sobre a humanidade. Mas observa-se que muitos espíritos que podiam aproveitar os ensinamentos recebidos, as lições gostosamente dadas, desprezam tudo, esquecem tudo, para continuar materializadamente, grotesca e brutalmente a viver como apraz aos ignorantes.


Continuaremos, porém, a esclarecer, a fortificar aqueles que precisam do nosso conforto espiritual, para poderem encarar os problemas da vida, as vicissitudes, as agruras e os sofrimentos. Continuaremos a trabalhar para aqueles que desejam progredir, que desejam ser algo na vida. Os outros que colham o prêmio do seu descaso e da sua indiferença, pois o pior cego é o que não quer ver.


Ser ignorante dos porquês da vida é natural, quando a criatura não possui conhecimentos nem bagagem para vencer a ignorância. Mas ser ignorante proposital, ser cego porque não quer ver, isso é teimosia, isso é demonstrar possuir inteligência empedernida, e, portanto, difícil será o esclarecimento nesta encarnação.


Toda criatura pode errar por ignorância, errar por falta de conhecimentos. Mas pode, uma vez esclarecida, deixar de errar e emendar-se. Quando, porém, o ser não quer ver, não quer reconhecer os seus defeitos, as lacunas do seu caráter, para poder preenchê-las, para poder corrigir-se, é porque é cego proposital e, infelizmente, há muita gente assim. Encastela-se nos seus conhecimentos, orgulhando-se de sua posição, porque fala nela apenas uma grande vaidade, e os acastelados na vaidade julgam-se seres de grande importância, não ouvem, não vêem e não sentem nada que fira a sua vaidade. Esses são os piores espíritos para se fazer despertar e esclarecer.


O maior mal da humanidade é a ignorância da verdade, mas essa ignorância deixará de existir quando as criaturas deixarem de ser vaidosas e se convencerem da continuidade da vida. Educar o espírito para ter personalidade é um dever que assiste a todos. Todo espírito deve ter personalidade, porque, se a não tiver, não pode ter caráter. Mas não devem as criaturas confundir personalidade com vaidade.


Personalidade é um sentimento de independência espiritual que se adquire desde a tenra idade e que se cultiva com as experiências, na luta pela vida. A criança, ainda em tenra idade, demonstra a sua personalidade, que se torna mais acentuada quando o ser adquire a maioridade.


Cultivar a personalidade, não deixando envaidecer o espírito, é um dever dos pais, porque a vaidade impede o progresso, causa ruína espiritual e até material de muita gente, pois o vaidoso nunca enxerga os seus defeitos, julga-se perfeito, julga-se uma perfeição, só vê defeitos nos outros e não admite que lhe apontem os erros. A vaidade prejudica muitos espíritos!


Todos podem errar, mas teimar no erro é persistência vaidosa e nada mais. Combatam, portanto, a vaidade, os sentimentos com que a encobrem muitas vezes, para não se tornarem criaturas antipáticas, orgulhosas e até indesejáveis. A ignorância só desaparecerá quando se convencerem de que estão neste mundo para aprender, para se esclarecer e para se depurar.

TODAS AS PÁGINAS DO LIVRO

 1- A ARTE DE VIVER
 2- A CONDUTA E A LEI DO RETORNO
 3- A INDIFERENÇA
 4- A MENTIRA NÃO AJUDA AO PROGRESSO
 5- A MULHER
 6- A PAZ ESPIRITUAL SUPERA REVESES
 7- AJUDANDO UNS AOS OUTROS
 8- ANIMAL HUMANO
 9- ÂNIMO E VONTADE FORTES
10- ÂNIMO PARA VIVER
11- APRENDER A VIVER
12- AUSÊNCIA DE COMPREENSÃO
13- AUTOCORREÇÃO
14- CAMINHOS SEM SEGREDOS
15- CARÁTER DAS CRIANÇAS
16- CAVALHEIRISMO
17- CLARIVIDÊNCIA
18- CONHECER PARA NÃO TEMER
19- CONSTRUINDO A FELICIDADE
20- CONSTRUIR OU DESTRUIR A FELICIDADE
21- CRÍTICA DESAIROSA
22- CUIDEMOS DEVIDAMENTE DA CRIANÇA
23- CULTIVO DOS SENTIMENTOS
24- CURA DE OBSEDADOS
25- CURANDO A OBSESSÃO
26- DIVERSÃO PERIGOSA
27- DOMINANDO O GÊNIO
28- DOMÍNIO DO "EU"
29- DUAS VIDAS
30- EDUCAÇÃO E DECADÊNCIA
31- EDUCAÇÃO FALHA
32- EDUCAR OS SENTIMENTOS
33- EGOÍSMO E AUTORITARISMO
34- EGOÍSMO, FONTE DE SOFRIMENTOS
35- ENERGIZAR
36- EQUILÍBRIO TRAZ TRANQUILIDADE
37- ERROS DESCULPÁVEIS
38- ESCLARECER-SE PARA SER FELIZ
39- ESPIRITUALIZAÇÃO, ÚNICA VIA PARA A FELICIDADE
40- EVITANDO FRACASSOS
41- EVOLUÇÃO SEM MEDO
42- EXERCÍCIO DO LIVRE-ARBÍTRIO
43- FALAR AOS ESPÍRITOS
44- GRAUS DE ESPIRITUALIDADE
45- IGNORÂNCIA DA VERDADE
46- IGNORÂNCIA E CONFIANÇA
47- IGNORANDO A ESPIRITUALIDADE
48- IMPORTÂNCIA AO QUE IMPORTANTE É
49- IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA
50- IMPORTÂNCIA DA PSICOLOGIA
51- MALES PSÍQUICOS
52- MUDANÇA DE HÁBITOS
53- O CAPRICHO
54- O LIVRO DO TEMPO
55- ORIENTAR SEM COAÇÃO
56- PENSAMENTO, ALAVANCA DO SUCESSO
57- PERSONALIDADE ESPIRITUAL
58- REAGINDO AOS SOFRIMENTOS
59- SER ESPIRITUALISTA
60- VENCENDO OBSTÁCULOS
61- VÍCIO DE RELIGIOSIDADE
62- VIVER COM REALISMO

FONTE DO TEXTO ACIMA

LUIZ DE MATTOS - CLÁSSICOS DO RACIONALISMO CRISTÃO - Volume 1 - 2ª edição - Centro Redentor - Rio de Janeiro - 2001.
Outras obras do Autor: Pela Verdade, 9ª ed. - Vibrações da Inteligência Universal, 9ª edição.

PLANO DO TRABALHO

A obra Clássicos do Racionalismo Cristão tem por objetivo reunir os trabalhos de Luiz de Mattos, Luiz Alves Thomaz e Antonio Cottas, respectivamente, fundadores e consolidador da Doutrina. O Centro Redentor editará volumes sucessivos, sendo que os iniciais da série conterão os pronunciamentos de Luiz de Mattos, codificador doutrinário do Racionalismo Cristão.

O AUTOR DESTE WEBSITE

Busco oferecer neste sítio uma variedade abrangente de textos espiritualistas salutares e edificantes, de várias fontes, para que todos tenham a oportunidade de enriquecer e ampliar a sua cultura e desenvolver a consciência, mediante a sintonia com idéias e ensinamentos elevados. Concordo com muitas das idéias apresentadas mas não necessariamente com todas.



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!








Google
 
Web www.eurooscar.com










Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.






Home