RACIONALISMO CRISTÃO - 9

ÂNIMO E VONTADE FORTES

O ânimo alegre e confiante tem uma influência considerável no espírito das criaturas, para que elas vençam na luta pela vida. As criaturas possuidoras de ânimo forte tudo encaram, tudo observam com presença de espírito, com altivez e sem esmorecimento. Da disposição de ânimo, pois, depende o êxito da criatura. Aquela que possui um ânimo fraco é pessimista e dificilmente vence, porque se acovarda à menor dificuldade.


O racionalista cristão não pode ter ânimo fraco. Fracos só são aqueles que vivem atidos a milagres e proteções. As criaturas devem ter confiança absoluta em si mesmas, devem ter valor, desprendimento, não se prenderem às misérias do mundo, a coisas que não têm importância, pois aqueles que se apegam a isso, mais deprimem o espírito, mais aniquilam a vontade, mais infelizes se tornam. É preciso esclarecimento e valor, é preciso desprendimento e raciocínio lúcido para vencer na vida. O mundo é dos fortes e dos valentes. Só os espíritos de vontade forte vencem na luta pela vida. Não se admite fraqueza, vacilação, dúvida, entre aqueles que se dizem esclarecidos. Um espírito esclarecido não vacila, não duvida, não tem receio de coisa alguma, enfrenta tudo, sofre as conseqüências dos seus descuidos, da sua falta de raciocínio, mas procura emendar-se, corrige os seus erros, lança-se à luta com ardor, com desprendimento e com valor.


O esclarecimento que o Racionalismo Cristão oferece às criaturas faz com que sintam a necessidade de uma reação forte contra o seu próprio "eu", contra a sua fraqueza de vontade. Quando o ânimo se levanta, refaz-se a criatura para a luta, atira-se à vida, procura vencer, não se lembra mais das fraquezas, caminha para a frente sempre. Para o ser esclarecido não há calúnias, não há vexame, não há absolutamente perseguição, porque o ser esclarecido não liga importância aos miseráveis caluniadores, sabe que tem que agir sempre como homem equilibrado ou como mulher sensata, não se prende a misérias, não se preocupa com aquilo que de si possam dizer, dá somente satisfação à sua consciência, e desde que esta esteja tranqüila, desde que esta lhe diga que está certa, caminha sempre de modo a cumprir cada vez melhor o seu dever de saber pensar, saber agir e saber, sobretudo, conter-se, dominar-se e educar a sua vontade.


A vida correrá bem para todos, se todos se convencerem de que cada um recebe pelo que pensa e faz. E assim sendo, não pode receber alegria e saúde aquele que só vive a pensar em doenças e insucessos. A vida na Terra será sempre de altos e baixos, de surpresas, de desilusões e de enganos. Felizes daqueles que podem passar por este mundo tudo vendo e tudo encarando com sobranceria, com presença de espírito, com altivez e dignidade; felizes aqueles que podem manter sempre firme a sua personalidade, que não têm disfarces, que não precisam usar máscara para encobrir o que sentem, para encobrir aquilo que não têm coragem de desvendar.


Tudo se tornaria suave neste mundo se todos pensassem bem, se todos fossem justos, mas isso por enquanto é impossível. Há múltiplos temperamentos, múltiplos feitios, os espíritos vêm encarnar neste mundo para resgatar faltas praticadas em encarnações anteriores, para se depurarem e, por essa razão, têm que deixar transparecer aquilo que são, as suas inclinações boas ou más e daí surgem os choques, as desinteligências, as incompreensões, os mal-entendidos, toda série de contrariedades e aborrecimentos. A afinidade espiritual é rara. Poucos são os seres que, mesmo reunidos em um lar, possuem essa afinidade. Portanto, se não houver educação, se não houver dignidade, sentimentos nobres, não pode haver felicidade, não pode haver união perfeita. É preciso que haja tolerância, é preciso que haja compreensão e inteligência, para todos se poderem acomodar.


A felicidade não se encontra na Terra; para cultivá-la, é preciso esclarecimento e compreensão da vida. Aprendam as criaturas a viver, acomodando-se à vida conforme a vida é, aceitando dela aquilo que ela oferece, amenizando-a o melhor possível, contendo os instintos, sofreando a vontade, dominando o "eu", para que haja tranqüilidade de espírito que é a maior felicidade que o ser humano pode esperar na Terra.

TODAS AS PÁGINAS DO LIVRO

 1- A ARTE DE VIVER
 2- A CONDUTA E A LEI DO RETORNO
 3- A INDIFERENÇA
 4- A MENTIRA NÃO AJUDA AO PROGRESSO
 5- A MULHER
 6- A PAZ ESPIRITUAL SUPERA REVESES
 7- AJUDANDO UNS AOS OUTROS
 8- ANIMAL HUMANO
 9- ÂNIMO E VONTADE FORTES
10- ÂNIMO PARA VIVER
11- APRENDER A VIVER
12- AUSÊNCIA DE COMPREENSÃO
13- AUTOCORREÇÃO
14- CAMINHOS SEM SEGREDOS
15- CARÁTER DAS CRIANÇAS
16- CAVALHEIRISMO
17- CLARIVIDÊNCIA
18- CONHECER PARA NÃO TEMER
19- CONSTRUINDO A FELICIDADE
20- CONSTRUIR OU DESTRUIR A FELICIDADE
21- CRÍTICA DESAIROSA
22- CUIDEMOS DEVIDAMENTE DA CRIANÇA
23- CULTIVO DOS SENTIMENTOS
24- CURA DE OBSEDADOS
25- CURANDO A OBSESSÃO
26- DIVERSÃO PERIGOSA
27- DOMINANDO O GÊNIO
28- DOMÍNIO DO "EU"
29- DUAS VIDAS
30- EDUCAÇÃO E DECADÊNCIA
31- EDUCAÇÃO FALHA
32- EDUCAR OS SENTIMENTOS
33- EGOÍSMO E AUTORITARISMO
34- EGOÍSMO, FONTE DE SOFRIMENTOS
35- ENERGIZAR
36- EQUILÍBRIO TRAZ TRANQUILIDADE
37- ERROS DESCULPÁVEIS
38- ESCLARECER-SE PARA SER FELIZ
39- ESPIRITUALIZAÇÃO, ÚNICA VIA PARA A FELICIDADE
40- EVITANDO FRACASSOS
41- EVOLUÇÃO SEM MEDO
42- EXERCÍCIO DO LIVRE-ARBÍTRIO
43- FALAR AOS ESPÍRITOS
44- GRAUS DE ESPIRITUALIDADE
45- IGNORÂNCIA DA VERDADE
46- IGNORÂNCIA E CONFIANÇA
47- IGNORANDO A ESPIRITUALIDADE
48- IMPORTÂNCIA AO QUE IMPORTANTE É
49- IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA
50- IMPORTÂNCIA DA PSICOLOGIA
51- MALES PSÍQUICOS
52- MUDANÇA DE HÁBITOS
53- O CAPRICHO
54- O LIVRO DO TEMPO
55- ORIENTAR SEM COAÇÃO
56- PENSAMENTO, ALAVANCA DO SUCESSO
57- PERSONALIDADE ESPIRITUAL
58- REAGINDO AOS SOFRIMENTOS
59- SER ESPIRITUALISTA
60- VENCENDO OBSTÁCULOS
61- VÍCIO DE RELIGIOSIDADE
62- VIVER COM REALISMO

FONTE DO TEXTO ACIMA

LUIZ DE MATTOS - CLÁSSICOS DO RACIONALISMO CRISTÃO - Volume 1 - 2ª edição - Centro Redentor - Rio de Janeiro - 2001.
Outras obras do Autor: Pela Verdade, 9ª ed. - Vibrações da Inteligência Universal, 9ª edição.

PLANO DO TRABALHO

A obra Clássicos do Racionalismo Cristão tem por objetivo reunir os trabalhos de Luiz de Mattos, Luiz Alves Thomaz e Antonio Cottas, respectivamente, fundadores e consolidador da Doutrina. O Centro Redentor editará volumes sucessivos, sendo que os iniciais da série conterão os pronunciamentos de Luiz de Mattos, codificador doutrinário do Racionalismo Cristão.

O AUTOR DESTE WEBSITE

Busco oferecer neste sítio uma variedade abrangente de textos espiritualistas salutares e edificantes, de várias fontes, para que todos tenham a oportunidade de enriquecer e ampliar a sua cultura e desenvolver a consciência, mediante a sintonia com idéias e ensinamentos elevados. Concordo com muitas das idéias apresentadas mas não necessariamente com todas.



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!








Google
 
Web www.eurooscar.com










Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.






Home