REVISTA AMALUZ - 22



RODA DA MEDICINA DA NAÇÃO ESTELAR

MAIS SOBRE O FRACTAL DA
ESTRELA DE SETE PONTAS



ROD BEARCLOUD BERRY
(Mi'tse Ma'xpa)

Novembro de 1998.


Agora podemos dar mais um passo adiante rumo à chave de compreensão da Nação Estelar, o Grande Mistério, refletida em seu livro pictográfico de conhecimento espiritual. Segundo minha tradição, poderíamos também dar-lhe o nome de Roda da Medicina da Nação Estelar. Não acredito que eu esteja lhes mostrando algo que vocês já não saibam congenitamente, talvez apenas esteja elucidando esse assunto de um modo diferente. Trata-se de algo que a humanidade esqueceu e deixou para trás, sem realmente perceber sua importância.


Vocês se tornaram parte de um círculo único que ousaria investigar as verdades mais profundas do Grande Mistério, refletir acerca de seu espírito e entender nossa ligação maior com o universo. Se estes símbolos os guiarem à compreensão e harmonia internas, então trata-se da Estrada Vermelha, o caminho, o caminho do Espírito.


Estes símbolos apresentam a mais pura essência, tendo um significado interior infinito. Não creio que estes símbolos estejam em conflito com qualquer caminho espiritual, talvez apenas com as pessoas dentro deles. Lembrem-se de se divertir um pouco ao longo desta estrada. Estas verdades podem tornar-se sérias como objetivo, e é importante se valer de vários expedientes para manter a leveza de nosso espírito.


Primeiro este pictograma pode ser visto como um símbolo masculino (Fig. A), e a razão pela qual pode ser visto deste modo é refletida na natureza. Na maioria das espécies de pássaros da Terra, os machos são vivamente coloridos, mostrando seus atributos para serem vistos. Trata-se de uma expressão externa, pois a nação masculina tem um feitio mais exterior. É uma pequena visão de um aspecto masculino refletido no mundo material.


Desenho agora mais dois círculos no caminho masculino dentro do pictograma. Esses círculos são importantes, pois são os círculos mais conhecidos de minhas tradições. Esses círculos são importantes porque representam o lugar para onde vamos quando estamos em harmonia conosco mesmos, com a Mãe Terra e o Grande Mistério. Os círculos internos e externos deste desenho são chamados Roda da Medicina (Fig. B). Este símbolo remonta a pelo menos 4.000 a 6.000 anos.


O primeiro círculo a ser desenhado fica no centro (Fig. C). Tem o mesmo significado do círculo central do círculo da roda/pedra da medicina. Não existe um tamanho específico para desenhá-lo, pois é uma representação de um lugar interior infinito — o lugar a partir do qual nossos corações se ligam à Mãe de Terra e ao lugar de harmonia. Com o passar do tempo, acredito que sua importância está sendo esquecida, e a tecnologia afastou ainda mais as pessoas dela.


A Nação Estelar mostrou que a tecnologia, a harmonia e a ligação com a Terra podem ser uma só coisa. Esse povo exemplifica esse fato usando tecnologia que está anos-luz além de nossa própria enviando à Terra estes símbolos muito especiais que tocam nossa curiosidade e alma e encerram em si a verdade do universo. Este círculo no centro é nosso lugar sólido mais ancorado; segundo minha tradição, diríamos que é o lugar do povo da Nação de Pedra. Refiro-me a eles deste modo porque eles são parentes com os quais temos vínculos. Em minha visita à Inglaterra, vi claramente que temos antepassados indígenas que compreendiam esse fato em níveis extraordinários, e o sinal ainda permanece depois de 4.000 a 6.000 mil anos. Pode-se ver facilmente que a Nação Estelar considera importantes o sinal em Stonehenge e a energia por eles deixada.


O próximo círculo a ser acrescentado é um círculo que circunda todo o desenho.Em minha tradição, esse círculo seria visto como um símbolo de cada coisa que pode ser conhecida. Tudo Que Existe encontra-se contido dentro do Grande Mistério.Temos agora cinco círculos (Fig. C), os três desenhados pelo povo da Nação Estelar no pictograma formando o prisma de luz ou facetas de um diamante, mais os círculos internos e externos. Trata-se de um símbolo que agora carregaria a verdade de tudo aquilo que pode ser conhecido no caminho da nação masculina e, ao mesmo tempo, tudo aquilo que pode ser conhecido dentro do Grande Mistério.


Agora, ao se olhar a estrela interna de sete pontas do caminho feminino (Fig. D), pode-se vê-la como uma essência feminina simplesmente pelo fato de ter vindo de um caminho interior, como uma parte invisível. Em minha tradição, considera-se que a nação feminina funciona no mundo de uma forma interior, talvez, um fluxo interno ou o lugar das emoções. Existem cinco círculos que também existem aqui. Eles são necessários para criar equilíbrio com os cinco círculos das nações masculinas. Estes cinco são importantes porque provêm da estrela de sete pontas interior, sendo um símbolo de completitude do caminho interior ou essência feminina. Ao mesmo tempo, é a partir do caminho interior que é criada a estrela de sete pontas.


Os cinco círculos femininos começam com o círculo interno, ou o centro. É o círculo de nosso próprio eu no centro. Poderia ser visto como o círculo mais ancorado, o círculo mais ligado à batida do coração da Mãe Terra, sendo o mesmo círculo do centro da nação masculina. O próximo círculo, de dentro para fora, seria considerado o caminho feminino mais interiorizado, e o terceiro círculo, de dentro para fora, seria o caminho feminino externo. Temos dentro de nós opostos polares que continuamos refletindo por todo nosso universo pessoal, e é isto o que está sendo explicado aqui.


O próximo círculo, o quarto círculo de dentro para fora, circunda a própria estrela. Ele é muito importante para mim, pois é um círculo de completitude. É o símbolo das sete direções sagradas: as quatro direções cardeais (norte, sul, leste e oeste) bem como acima, abaixo e dentro (nosso eu interior) representados pelo quinto, sexto e sétimo. Este pensamento é a essência de todo o pictograma da Nação Estelar surgido em 9 de julho na plantação. Ele será refletido continuamente, pois a natureza do sete é infinita em si mesma. Este círculo existe no desenho masculino como o círculo central dos três círculos que a Nação Estelar colocou no solo no pictograma original. O último círculo é o círculo externo que, em minha tradição, seria interpretado como tudo o que pode ser conhecido dentro do Grande Mistério.


Creio que a maioria das pessoas entenderia como estes círculos poderiam ser vistos deste modo. Os que se encontram verdadeiramente ligados aos pictogramas da Nação Estelar poderiam entender estes círculos, pois são apresentados de forma muito fácil. Passei a acreditar que as pessoas que são ligadas a esses pictogramas da Nação Estelar já apresentam um grau de ligação.


Assim, temos agora um total de cinco círculos. O fato de termos cinco círculos é muito importante, e a Nação Estelar continuamente envia desenhos que refletem isto (Fig. E). Os cinco pontos são os mesmos que os cinco círculos explicados até aqui. Eles são um reflexo de quem somos de forma pictórica ou simbólica. Estes símbolos continuam a ser um caminho puro, e as palavras na verdade criarão limitação e confusão na estrutura do que eles são.


É muito difícil explicar com palavras algo tão infinito como a alma, tempo e espaço. Então, em minhas tradições, temos uma tendência a não explicar, e sim a permitir a nosso corpo, mente e espírito absorver suas verdades. É algo que é compreendido lentamente com o passar do tempo, de forma que não percamos alguns elementos importantes, vitais. Quando ponderamos nas verdades contidas nos pictogramas, podemos entender segundo nossas próprias interpretações, dentro de nosso próprio espírito. Em razão da forma pela qual estou explicando estes círculos, muito não será explicado. Então, peço-lhes que reflitam sobre estes pictogramas quando estiverem em seu melhor lugar de equilíbrio; escutem seus sopros da verdade e a explicação de seu universo permitindo-lhes as verdades à medida que elas se tornarem conhecidas dentro de seu mundo interior.


Grandes coisas podem acontecer quando abrimos mais nosso universo e nos tornamos mais equilibrados. Lembrem-se de que no universo não existe certo nem errado, apenas diferença. A estrada de conflito ficaria ao largo da estrada do que sabemos ser o significado contidos nesses pictogramas. As coisas que não repercutirem com sua verdade poderão ser simplesmente descartadas, pois as pessoas encontram-se na jornada de compreensão e cura, permitindo muitos outros pensamentos que cruzariam nosso caminho. Então, continuarei explicando da melhor forma que puder, com estas limitações de verdades ilimitadas, pois o povo da Nação Estelar as deu de presente aos olhos da Terra, e há coisas de minhas tradições que podem ser conhecidas. Como eles as deram de presente deste modo, era para ser assim.


A próxima coisa presenteada foi um quadro interior de como as nações masculinas e femininas são diferentes e onde elas se localizariam, ou seriam vistas, no pictograma em seu lugar no Grande Mistério. Quando os círculos comuns que existem dentro do símbolo masculino e feminino (Figs. C e D) é removido, restam dois círculos. Estes círculos comuns entre o símbolo masculino (Fig. C) e o símbolo feminino (Fig. D) seriam o círculo mais interno, ou central, e o mais externo, ou tudo o que se encerra dentro do Grande Mistério. O círculo localizado em cada extremidade da estrela de sete pontas é o mesmo círculo mediano do símbolo masculino. Cada símbolo contém, então, dois círculos (Figs. F e G).


Os dois círculos da nação masculina localizam-se na direção da extremidade exterior do pictograma, que seria considerado o caminho exterior masculino (Fig. F). É importante observar que o círculo interno da nação masculina não se estende até muito perto do centro do pictograma. O caminho da nação masculina encerra importância especial, e o universo e equilíbrio não funcionarão sem ele. Ele vê o mundo exterior e, em conseqüência, temos casas e carros, coisas mais materiais ou provenientes do caminho do mundo exterior. A nação masculina tem costumes rígidos, perseverando num objetivo sem vacilar, sempre encontrando o caminho mais curto, a forma mais precisa da caça, direto como uma flecha.


A estrela de sete pontas interna mostra os dois círculos femininos próximos ao centro, ou interior, do pictograma (Fig. G). Mostra também que os caminhos da nação feminina estão perto da Terra de equilíbrio e ligação. Estes caminhos internos encerram partes ocultas que na história eram consideradas bruxaria, quando tudo o que existia eram poderes intuitivos interiores especiais, compreensão e força interiores. Em minhas tradições, foi a Mulher Bezerro de Búfalo Branco do Cachimbo que presenteou a nação com um pacote sagrado, tendo em seu interior um cachimbo. Uma de suas utilidades era permitir à nação masculina entender seus caminhos interiores de forma mais grandiosa. Como o masculino atua a partir do exterior, foi uma tarefa difícil entender caminhos interiores como fluxo, flexibilidade, preocupação sincera profunda, compaixão, emoções e muito mais.


Logo a chave da Nação Estelar revelará a essência de tudo o que há dentro do Grande Mistério.


Wah-we-nah.

ÍNDICE GERAL

Todas as páginas desta seção

FONTE DO TEXTO

(http://www.amaluz.com.br). Publicado originariamente na revista Amaluz, que não mais tem sido editada, embora fosse uma ótima publicação. Fazemos votos de que possa renascer, com a mesma qualidade de antes.




Google
 
Web www.eurooscar.com

www.eurooscar.com - Autor: Euro Oscar - © 2008
Direitos Reservados - Contato: eurooscar@gmail.com


Se veio até aqui por um link externo e não vê o menu fixo à esquerda, clique aqui, para melhor usar e controlar o site.


Página inicial do site