REVISTA AMALUZ - 28



VIVENDO OS MUNDOS
INTERIORES E EXTERIORES


POR DRUNVALO MELCHIZEDEK

Nova Iorque, 1º de novembro de 1998

Obs. de E.O.:
Dividi o texto em 2 partes, para a INTERNET


PARTE 1

Pergunta: Sabe alguma coisa sobre as profecias segundo as quais um portal de tempo da Galáxia de Andrômeda se abrirá para nós?
Drunvalo: Sim, concordo, mas eu usaria uma terminologia diferente. O que está acontecendo aqui não está acontecendo apenas aqui, está ACONTECENDO POR TODA PARTE. Trata-se de um fenômeno universal. Porém, este lugar, Terra, parece ser o catalisador. É por isso que existe tanta atenção sobre este lugar em particular.


Provavelmente, para a maioria das pessoas não é importante se comunicar nesses níveis. Embora eu esteja ciente de todos esses acontecimentos, minha principal preocupação agora é o que está se passando na Terra. Quando vim para cá, minhas instruções eram claríssimas — entrar no sistema solar e não me expandir além dele, nem me aprofundar mais nele. Realmente limitar-se apenas à Terra, ser capaz de ir de onde quer que vocês estiverem agora ao seguinte estágio no quarto nível dimensional, o que é não é fácil. É um grande passo. É um daqueles lugares que, quando se está abaixo dele, fica difícil voltar lá para cima. É como subir a Grande Galeria até a Câmara do Rei (em pirâmides), temos todos aqueles pequenos degraus. A Câmara do Rei, em termos de geometria sagrada, representa o nível específico de consciência no qual nos encontramos, mas o último degrau é altíssimo, cerca de 90 centímetros a 1 metro de altura. É um grande degrau que leva ao pavimento da Câmara do Rei.


Então, meu interesse não é tanto o que está se passando na galáxia e em todos os vários níveis, porque esse aspecto, a esta altura, está realmente em perfeita harmonia. Estamos avançando perfeitamente. Há pouquíssimos problemas. Muita gente está se concentrando no que os Grays e as diferentes raças de ETs estão fazendo, mas a verdade é que a galáxia e todas as demais áreas da vida se reuniram e estão agora tentando ajudar. E da mesma maneira que seu corpo tem células, que trabalham para vocês, a galáxia está viva e consciente e ocupada engendrando amor. Há pouquíssima desarmonia na galáxia, ou no restante da vida. Então, meu foco é a Terra, ir daqui para o próximo degrau. Não vou entrar em todas essas outras coisas.


O que aconteceu em 14 de dezembro de 1997 é bem significativo. Simplesmente tivemos uma explosão de raios-gama numa pequena área mais ou menos do tamanho do Texas (692.408 km2) no espaço profundo, a cerca de 12 bilhões de anos-luz. Colocou toda a comunidade científica a cismar o que estaria acontecendo. Eis uma explosão de energia que, com base em E=MC2, necessitaria de toda a massa do universo para ser criada. Foi equivalente a um milésimo de um segundo depois do big bang.


Isso não deveria acontecer. Nada sabemos sobre este tipo de fenômeno. E, desde então, ocorreram duas mil ou mais dessas explosões.


Então acabamos de ter mais uma na Estrela Magna em 27 de agosto. De repente, aparece no céu um objeto novíssimo que nunca vimos a produzir enormes volumes de energia magnética, bastante fora do âmbito de nosso conhecimento científico.


Consciência e energia são inter-relacionadas. Está se passando algo agora realmente além de nossa imaginação. Não podemos vinculá-lo a certos termos e palavras, mas o que está para acontecer é que todos os níveis de consciência estão prestes a se ultrapassar, entrando em algo maior do que parece. Um novo nascimento, um novo nascimento está prestes a acontecer.


Então, se vocês estiverem operando nestes níveis, (consciência universal superior) isso é bom, mas à maioria das pessoas do mundo, realmente não as ajudará, a menos que elas sejam chamadas diretamente para essa área de consciência.A maioria das pessoas está tentando entender como pode realizar esta mudança em suas vidas e criar filhos ao mesmo tempo.


Pergunta: Os Mestres estão dizendo que todos temos chance de mudar para a quarta dimensão e haverá conseqüências se não o fizermos. Falaram sobre uma operação de salvamento.
Drunvalo: Estou ciente de que quase não conseguimos, mas no meu ponto de vista, agora todos conseguimos, vamos conseguir. Uma operação de salvamento já aconteceu dentro de nossa consciência.


Pergunta: Depois isso, o que vou dizer é um pouco mundano. A geometria sagrada se baseia no círculo que realmente é uma forma idealizada que não existe na natureza, o que vemos a nosso redor é realmente irregularidade.
Drunvalo: As inexatidões são perfeitas. Se aplicarmos as seqüências de Fibonnaci a essas inexatidões, veremos, por exemplo, que o quadrado que circunda o corpo não é um quadrado perfeito. Está 1/10.000º de polegada deslocado. Mas se o relacionarmos à seqüência de Fibonnaci, veremos que esta é a diferença. A seqüência de Fibonnaci não é perfeita exceto em si mesma, ele jamais atinge perfeitamente a proporção fi. Ela se aproxima da proporção fi como limite, chega cada vez mais próximo, mais próximo, mas nunca a atinge. A solução é que a vida encontrou um modo para tentar criar esta estrutura ideal que não é perfeitamente alinhada. Nem é para ser.


Pergunta: Há algo que explique a irregularidade?
Drunvalo: Já viu as fitas de vídeo da Flor da Vida quando falo sobre consciência com os vários círculos e quadrados? Quando se começa a olhar para eles, vê-se que cada um deles não é perfeito. À medida que se tornam cada vez maiores, mais se aproximam da proporção perfeita entre o círculo e quadrado. Se continuássemos pela eternidade, talvez acabássemos atingindo-a. Para mim, é como se Deus dissesse: "Criem com a proporção de fi." Mas não sabemos como, então encontramos uma maneira que produz este mundo aparentemente imperfeito. A Terra não é redonda. É cerca de 25,7 quilômetros mais alta no equador porque a água forma uma saliência ali. Isso vale para praticamente tudo.


Pergunta: Então você está dizendo que nossas mentes estão criando uma aproximação de alguma forma ideal?
Drunvalo: Sim. Nossas mentes usando a geometria sagrada. Há formas perfeitas, se vocês quisessem usá-las, como o equilíbrio, por exemplo, que atinge algo perfeito, mas não sabemos como aplicá-las na vida. Ninguém jamais descobriu. Tudo bem; de qualquer maneira ainda vamos conseguir.


Pergunta: Pode me dizer se os Papéis Urantia fazem parte dos assim chamados "tempos derradeiros?"
Drunvalo: O Livro Urantia foi escrito pelos reinos angélicos do ponto de vista deles. Segundo a relatividade, podemos observar um acontecimento isolado e ele mudará dependendo de nossa localização geográfica. Por exemplo, se um carro estiver percorrendo o estado neste momento, a uma velocidade constante, de forma totalmente inalterada, sem acelerar, e houvesse uma criança no banco de trás e ela tivesse nas mãos uma bola e a jogasse para cima. Suponham que as janelas do carro não permitissem ver fora. Bem, para a criança a bola vai direto para cima e direto para baixo. Essa é a realidade da criança. Mas para quem estiver lá fora observando a bola, não é isso o que acontece. Para quem está fora, a bola descreve uma parábola. Então, dependendo de onde estamos ao perceber algo, vemos algo totalmente diferente. Esta é a natureza da realidade na qual nos encontramos.


Os reinos angélicos percebem a realidade de seu ponto de vista. E do ponto de vista deles sobre o que eles escreveram no Livro Urantia, acredito que esta é a verdade deles. É a maneira deles de ver e explicar o que acontece. Um humano pode usar isso, pode ver através dos olhos deles e usar isso como meio de estruturar sua realidade de como são as coisas. E funciona muito bem.


Contudo, se tivéssemos outra pessoa que percebesse as coisas de um ponto de vista diferente, de uma forma diferente, na verdade, ela talvez as visse de modo diferente e usasse palavras diferentes. É mais ou menos a mesma coisa com religiões diferentes. Todas elas falam sobre estados diferentes de consciência etc., usando palavras diferentes para isso, mas ainda é a mesma coisa. Então, acho que é um livro bem razoável, e penso que é ótimo.


Pergunta: Poderia se aprofundar um pouco acerca da rede?
Drunvalo: Para se ter uma forma de vida num planeta, ela não pode existir e evoluir nesse planeta a menos que haja uma rede geométrica e eletromagnética difundida por todo o planeta associada a esse nível de consciência. Essas coisas são ligadas. Então, todo bicho, toda planta, toda árvore de certa espécie tem sua própria rede e sua própria geometria. Os humanos têm três redes diferentes lá na Terra. Então, há três tipos diferentes de humanos no mundo, totalmente diferentes, que vêem as coisas de modo inteiramente diferente.


Muito tempo atrás, estávamos numa rede muito específica, e quando caímos essa rede foi destruída. Caímos aqui, neste nível de consciência, e então reconstruímos outro nível para sobreviver e ficar aqui. Nos últimos 13 mil anos, a Grande Fraternidade Branca vem trabalhando em conjunto com as 72 ordens para restabelecer o primeiro nível dessa rede. Não se pode regressar ao topo. Não é possível fazer isso num único salto, é demais. O que eles estão invocando agora é a consciência Crística. É o primeiro passo. Há muitos níveis de consciência Crística. Não apenas um, há muitos níveis e interpretações dessa forma de ver. Então, eles têm trabalhado para reconstruir essa rede. Essa rede está agora concluída. Se restou algo para fazer não tenho certeza do que seria. De fato, o máximo que posso dizer e o que me disseram é que os níveis de rede planetária estão totalmente prontos para a ascensão da Terra. Podemos realizar este salto de consciência neste momento. Nada resta a fazer. Está tudo pronto. Ainda não conseguimos; e então é uma questão de tempo a esta altura. Então agora que a rede está concluída, é facílimo daqui em diante.


Esta é a estrutura básica externa da rede que circunda a Terra. É um dodecaedro estrelado com estas pontas em volta. Então, é uma combinação do icosaedro — dodecaedro. É nele que estamos entrando. Os russos conceberam isso por volta de 1950. A América foi um pouco mais lenta. Havia outra rede, uma que a maioria das pessoas está usando no mundo neste momento, baseada em triângulos e quadrados. Ela é interessante, pois se a mapearmos na superfície da Terra, por alguma razão todas as bases militares ficam nos pontos nodais. Durante a Guerra Fria, eles sabiam que quem quer que controlasse a rede controlaria a consciência humana e isso continuou por muito tempo. Os próprios militares estão atravessando uma imensa iluminação neste momento, e isso é realmente bom. Estão mudando rapidamente e de forma muito saudável. Tenho uma boa impressão do que ando sabendo deles neste momento.


Esses dois formatos, aliás, são a base do ADN humano. A molécula de ADN nada mais é que uma relação icosaedro-dodecaedro. Se quisermos, podemos vê-lo como um cubo giratório a rodar em ângulos de 72 graus. Mas aquele do qual falo é mais preciso. O que na verdade temos agora ao redor da Terra é uma molécula de ADN. É interessante observar que a NASA acaba de descobrir que o âmago de ferro fundido da Terra, considerado antes uma grande esfera de ferro quente dentro da Terra, mudou de formato. É agora um dodecaedro pentagonal. Se vocês quiserem estudar esses formatos e se quiserem estudar o ADN, consultem o I Ching. As 64 mudanças do I Ching são uma réplica exata e perfeita do ADN. É impecável.


Pergunta: Poderia descrever as mudanças de consciência para com a Terra por parte dos militares, especialmente guerra nuclear? Elas influenciaram a decisão de não entrar no Iraque da última vez?
Drunvalo: É muito complexo. O mundo interior da consciência da Terra é extremamente complexo. Está acontecendo tanta coisa. Somos capazes até de entrar num futuro diferente neste momento. Somos capazes de fazer isto já há algum tempo. Os militares podem identificar quem são os autores das grandes mudanças em nosso futuro. Podem se concentrar neles, do ponto de vista deles, para tentar dar início a mudanças, de forma que as coisas alterem o futuro de maneira positiva. Tudo isso está acontecendo. Eles estão mexendo com os próprios registros akáshicos.


Os militares estão efetuando todo tipo de testes de realidade. Os militares não vão admitir nada disso, mas está acontecendo. Há muita gente trabalhando com a Mãe Terra. Os povos nativos do mundo, no mundo todo, estão ligados a ela e a entendem. Eles a conhecem. Sabem quem é ela. Conhecem a dor dela. Conhecem suas alegrias. E eles a amam. Muito está sendo feito. Há muita gente agora que também a ama e está encontrando maneiras de permitir a ela valer-se de nós para curar o mundo.


Na última parte deste workshop vocês verão o que queremos dizer quando entramos nos aspectos da meditação. Há um modo pelo qual podemos nos conectar tão intensamente com a Mãe Terra que podemos de fato realizar mudanças no próprio futuro deste planeta. Nem chegamos a falar sobre muitas destas coisas. Novamente, esta é apenas uma noite introdutória.


Quanto às estimativas que estamos usando para poluição e as unidades R2 (aparelho à pilha que permite a freqüência do harmonizador funcionar por um tempo maior) que estão sendo usadas ao redor do mundo, a única razão pela qual cheguei a me interessar por isto em primeiro lugar foi por causa de sua natureza psicotrônica. Psicotrônico significa que se trata de um instrumento que funciona somente quando a mente se conecta a ele. As varinhas rabdomânticas, por exemplo, são psicotrônicas. A varinha rabdomântica nada mais é do que uma vara no solo ou um pedaço de metal, mas quando está nas mãos de uma pessoa sensível, a pessoa e a varinha rabdomântica se tornam o instrumento. Como todos os instrumentos psicotrônicos, quando vocês aprenderem como eles são usados e como funcionam, poderão jogá-los fora. Podem fazer o mesmo trabalho sem eles. Não precisam de varinhas rabdomânticas quando aprendem a usá-las, vocês simplesmente sabem. Vocês não precisam de um pêndulo. Se quiserem saber a resposta é só escrevê-la. Isso se aplica, creio eu, a todos os instrumentos psicotrônicos.


Os R2s eram psicotrônicos e quando entendemos como estavam dissipando a poluição, os aplicamos à consciência humana. Os R2s realmente funcionam. Definitivamente funcionam. Eles são impressionantes! Certa vez vimos como funcionam, então começamos a ver se conseguiríamos fazer o mesmo sem eles, e conseguimos! Pessoalmente, demonstrei seis vezes a grupos ao redor do mundo, mas os seres que me orientam não permitirão que eu continue a fazê-lo porque estão preocupados com o fato de que as pessoas pensarão que eu consigo fazer isto, e elas não.

CONTINUAÇÃO

PARTE 2

ÍNDICE GERAL

Todas as páginas desta seção

FONTE DO TEXTO

(http://www.amaluz.com.br). Publicado originariamente na revista Amaluz, que não mais tem sido editada, embora fosse uma ótima publicação. Fazemos votos de que possa renascer, com a mesma qualidade de antes.




Google
 
Web www.eurooscar.com

www.eurooscar.com - Autor: Euro Oscar - © 2008
Direitos Reservados - Contato: eurooscar@gmail.com


Se veio até aqui por um link externo e não vê o menu fixo à esquerda, clique aqui, para melhor usar e controlar o site.


Página inicial do site