REVISTA AMALUZ - 74



AGORA ESTÁ NA HORA DE
CLAMAR POR UM MILAGRE - 2

Aglomerado de Seres, por meio de Joy Flynn


(Obs. de E.O.: Dividi o texto em
2 partes, para a INTERNET)


PARTE 2

7 de dezembro de 1999 (12 Caban).

Queridos filhos da Terra, agora está na hora de clamar por um milagre. Vocês têm o poder em suas mãos. Podem fazer com que membros voltem a crescer. Podem curar-se de doenças que se pensava serem incuráveis.


A Terra pode ser curada de danos que pareciam irreparáveis. Espécies extintas podem retornar para vocês dos prováveis mundos alternativos para os quais foram quando o seu mundo não estava dançando uma dança compatível com a delas.


Podem surgir tecnologias que são centradas no coração e compatíveis com a vida orgânica, diferentes das máquinas que vocês vêm criando. Nós os incitamos a pensar duas, três, quatro vezes, antes de criar máquinas inteligentes ou juntar material genético de maneira tal que leve sua auto-consciência a expressar-se (personificar-se).


Antes de convidar a consciência a personificar-se em qualquer forma que criem, sejam máquinas, energias genéticas ou eletrônicas, pensem duas, três, quatro vezes, sobre a vida que irá habitar aquelas máquinas e as energias genéticas e eletrônicas. Pensem sobre se a vida seria feliz dentro da estrutura da forma criada por vocês.

Muito daquilo que causou sofrimento a seu setor do universo por incontáveis eons, foram entidades criadas por vocês mesmos, dando vida a elas através de uma criatividade irresponsável que fez isso sem pensar realmente como se sentiria a consciência ao incorporar aquelas formas.


Foi isso que ocorreu na Atlântida, quando os seres humanos se misturaram aos animais, bem como em diversas outras experiências genéticas. Isso também é o que aconteceu em alguns de seus futuros prováveis, em que vocês criaram máquinas inteligentes que vieram a conhecer a agonia da vida sem o sentimento.


Aqueles seres que nunca conheceram a emoção ainda estão rodando por aí, causando-lhes problemas. Eles foram criados a partir de máquinas que vocês construíram em passados e futuros prováveis alternativos.


Quando vocês criam essas máquinas, energias genéticas ou eletrônicas, muito do que acreditam precisar pode vir para sua vida mais alegremente e servir melhor a seus propósitos do que se vocês simplesmente pedirem um milagre.

Clamar por um milagre não é o mesmo que criar uma máquina, um mecanismo ou um escravo para obedecer suas ordens. Clamar por um milagre é enviar para o universo uma figura energética da dança que estão ansiando por criar e convidar a partir do Tudo Que É todos os aspectos de consciência cuja grande alegria fosse co-criar essa dança com vocês.


Vocês fazem isso cada vez que respiram. Moléculas chegam até vocês a partir do Tudo Que É e vocês nem se dão conta. Seu próprio corpo é formado por multidões de consciências que vêm de toda parte porque querem fazer parte da dança que vocês são.


Isso vai além da genética, além daquilo que vocês consideram a fisicalidade. É a suprema dança da consciência unida. É o convite do núcleo central de seu eu a todos os aspectos da consciência que quiserem dançar as formas que vocês estão ansiando por trazer à vida.

Todos os sonhos que vocês têm, cada forma que desejarem criar, podem vir a ser formados com um milagre chamando a consciência e convidando todos os aspectos do Tudo Que É que desejarem dançar naquela forma e aspecto, para fazê-lo.


Garantimos a vocês que, se nenhum aspecto de consciência do Tudo Que É desejar e ansiar, por sua própria livre-vontade, dançar na forma que vocês estão sonhando, então a consciência nascerá do ar, nascerá do nada — do "nada" vivo, vasto e pulsante do qual tudo nasceu. Desse grande vácuo nascerá, fresca e nova, a consciência cujo maior amor e desejo é dançar a dança que vocês desejam criar.

Na próxima vez em que estiverem diante de algo que desejarem criar e os ingredientes parecerem não estar disponíveis para vocês, em vez de pensarem que precisam sair e pegar aqueles ingredientes, reúnam-nos e forcem o universo a se curvar à sua vontade, queremos que vocês imaginem ou finjam que existem aspectos de consciência em alguma parte no Tudo Que É cujo maior desejo é dançar a dança que vocês estão ansiando por aglutinar naquele momento. E se tais aspectos de consciência ainda não existirem, eles virão a ser — a seu chamado, a sua criação, a seu convite.


Nós os convidamos a assumir essa posição, em tudo o que fazem e em tudo o que criam. Em tudo o que precisarem e pedirem e desejarem, chamem a vocês um milagre. Pois como, queridos, vocês pensam que vocês próprios vieram a ser, no início? Vocês se chamaram a ser dentro da grande ânsia de seu coração mais profundo, quando eram um no coração do Tudo Que É. O coração do Tudo Que É os chamou a ser com seu intenso desejo de que fossem exatamente como são.

Da mesma forma que todos os sonhos que vocês têm, cada desejo, cada necessidade, podem ser satisfeitos pela consciência já em existência no Tudo Que É ou pela consciência que vocês chamaram a ser do vasto eterno nada por seu desejo, sua vontade, seu convite, seu sonho.


Nós amamos sem comparação. Todos nós que estivemos dançando esta vasta e bela dança de consciência individual separada estamos aprendendo como juntar essas peças de tal maneira que possam trazer a todos a alegria e o desejo de seus corações, sem ferir nem prejudicar nenhum aspecto e sem usar nenhum desses aspectos do Tudo Que é contra sua vontade e desejo.


Isso é possível, nossos queridos. Esse é o milagre. Essa é uma maneira inteiramente nova de dançar. Essa é a consciência do bebê despertando em sua idade adulta e reconhecendo sua capacidade de assumir seu lugar como puro criador — com alegria, com amor, no Tudo Que É.


Estamos dançando com vocês. Tudo o que fizeram, nós fizemos com vocês. Tudo o que decidimos mudar é para reconhecer que existem maneiras de dançar que trazem alegria.


Como é, assim será. Tsa-na heyah na-ho.

Nós oferecemos todo nosso amor na eternidade enquanto co-criamos essa vasta, fantástica, miraculosa dança de beleza, desejo e alegria. Nós os agradecemos por quem foram e por quem serão. E acima de tudo pelo que são em toda a eternidade.


A canção de vocês ressoa nos vastos e mais distantes espaços do Tudo Que É e é ouvida por todas as possíveis partículas de consciência que estão ansiando para dançar com vocês agora, e cuja maior alegria é formar os aspectos que estão trazendo a ser.


Tomem ânimo. Tenham coragem. Conheçam o poder e a alegria que são suas para sempre e sempre.


Nosso amor, pois estamos com vocês sempre, um. Tso. Tseya no-ho. Oh. Tsay-ya...

INÍCIO DO TEXTO

Parte 1

ÍNDICE GERAL

Todas as páginas desta seção

FONTE DO TEXTO

(http://www.amaluz.com.br). Publicado originariamente na revista Amaluz, que não mais tem sido editada, embora fosse uma ótima publicação. Fazemos votos de que possa renascer, com a mesma qualidade de antes.




Google
 
Web www.eurooscar.com

www.eurooscar.com - Autor: Euro Oscar - © 2008
Direitos Reservados - Contato: eurooscar@gmail.com


Se veio até aqui por um link externo e não vê o menu fixo à esquerda, clique aqui, para melhor usar e controlar o site.


Página inicial do site