REVISTA AMALUZ - 79



LIBERDADE AOS CATIVOS: A TERAPIA
EMERGENTE DE POSSESSÕES ESPIRITUAIS - 2

PARTE 2



CODY

Este jovem, "Cody," disse ter problema com bebida e ataques de fúria e comportamento irracional desde a idade de 12 anos. Seus movimentos de dedo mostravam haver uma entidade que o obcecava.


Quando invocada, a entidade, expressando-se por intermédio do cliente, começou a rosnar e assobiar, mostrando os dentes. Disse que seu nome era "Casterlai," assobiando o nome por entre os dentes e fazendo todo o corpo do cliente tremer tenso.


Coloquei minha mão no peito do cliente e disse: "Fique calmo...assim", o corpo gradualmente relaxou um pouco.


Casterlai disse ter entrado no cliente quando Cody tinha seis anos, mas ficou mais "interessado" nele quando o menino tinha 12 anos.


— Você já foi humano?


— Não.


— Você pertence ao lado sombrio?


— O que você acha?! perguntou sarcasticamente.


— Peço que os Seres Resplandecentes coloquem uma rede de luz a seu redor — o calor à toda sua volta. Está sentindo? Sim? E sente minha mão quando a coloco no braço de Cody, e sabe que me importo com você. Ter alguém que se importe com você não é melhor do que ficar só?


— Sim, ele murmurou.


— Acho que você não quer ficar só.


— Não, ele disse, sua linguagem bombástica desaparecera.

Ele disse não ter sido "criado" por ninguém, que não era um ser "individual" e que não era "um espírito das trevas." Quando lhe disse para olhar bem fundo dentro de si mesmo, no seu âmago, ele achou que estava frio, quando lhe disse que olhasse dentro do frio, ficou deitado de olhos abertos, passivo, sem responder.


Prossegui, "Existe calor bem no seu âmago. Afaste-se da escuridão e do frio. Sinta o calor — sinta o calor dos Resplandecentes. Abra seu coração à sua luz e calor. Está sentindo? Olhe nos olhos dos Seres Resplandecentes, veja a expressão em seus olhos. Você vê raiva? Vê ódio?"


— Não, respondeu ele.


— Vê bondade, brandura?


— Sim.


— Acho que eles o mandariam embora se você fosse ter com eles?


— Não.


— Resplandecentes, dirigi-me a eles, levem este ser cansado a seu devido lugar, onde ele possa descansar e se transformar silenciosamente, milagrosamente, num novo ser por meio de sua energia e luz. Casterlai, dê sua mão aos Resplandecentes. Você tomou a decisão de se voltar à luz e à bondade.... Cody, o que você vê?


Houve uma pausa. Quando perguntei se Casterlai e os Seres Resplandecentes se tinham ido, Cody respondeu: "Sim."

Creio que estas entidades não-humanas são mais ou menos masculinas, embora na verdade não tenham sexo; e por força de hábito antigo, tendo a pensar nelas como tendo forma mais ou menos humanóide, embora na descrição dos clientes, ou das próprias entidades, freqüentemente apareçam termos como "informe," "parecido com uma bolha cinza," e assim por diante. Eu falo do "coração" e da "mão" delas e ocasionalmente uma entidade talvez me corrija: "Não tenho coração; não tenho mãos." Então, passo a usar expressões como "bem no seu âmago," "estender," e então espero até o cliente recobrar sua plena consciência e escuto o que ele viu: "A entidade era como uma ameba e estendia para fora de si uma presa...."


Suponho que Casterlai deva ser classificado como forma de emoção, não "criado" como forma-pensamento, não um "ser individual" nem um espírito das trevas, um tipo demoníaco, e sim mais uma personificação da raiva desamparada de uma criança cobrindo a profunda sensação de frieza, de não ser amada, dessa criança.


Uma segunda entidade, que era humana feminina, também foi encontrada em Cody. Depois da ajudá-la a entrar na Luz, comecei a fazer a contagem regressiva para que Cody voltasse à consciência normal. Ele estava murmurando baixinho. Ele pensou que era ele mesmo cantando, mas fiquei pensando se não seriam também Casterlai ou a pobre "Betty" cantando afinal. Como se vê, entidades tanto humanas como não-humanas podem estar presentes, obcecando o mesmo cliente.

FORMAS-PENSAMENTO,
INCLUSIVE FORMAS DE EMOÇÃO

O pensamento é extremamente forte. "Pensamentos são coisas," concordam muitas fontes, e o pensamento repetitivo pode produzir realidade — rapidamente nos reinos invisíveis, de maneira mais gradual e lenta, contudo segura, neste lado da morte.


Os pensamentos e conceitos combinados de muitas pessoas no decorrer dos séculos criaram muitas formas-pensamento poderosas que foram representadas tanto visualmente, em retratos artísticos e imagens esculpidas, como em estereótipos mentais/verbais.


Alguns são tremendamente poderosos por terem sido crenças aceitas durante eras por miríades de pessoas, podendo ser nobres ou terríveis, perversos ou bons. Os bons e nobres podem por vezes ficar visíveis a pessoas sérias na forma de visões. Os maus ou terríveis podem influenciar seres humanos na forma de pesadelos, perseguindo-os como medos, raivas, opressivos, etc., ou podem invadir como entidades obsedantes.


Os pensamentos de uma pessoa individualmente também criam formas-pensamento, em sua maioria evanescentes, mas quando deliberadamente criados por uma ou mais pessoas em rituais e enviados para cumprir um propósito determinado, contêm o poder dos pensamentos, desejos e instruções concentrados dos criadores. Existe tanto a magia negra como a branca.


Estas formas-pensamento passam a ter vida própria, mas são limitadas. Em geral elas sentem não ter livre-arbítrio nem objetivo, exceto seguir suas instruções, sem conceito de bem ou mal. Elas pensam de forma limitada e sabem falar.

FORMAS-PENSAMENTO CRIADAS

As formas-pensamento que encontro ao executar liberações são em geral de natureza negativa. Muitas se mostraram criações de humanos, inclusive adolescentes, usando antigos rituais de magia contidos em antigos livros que estão sendo atualmente republicados.


Algumas destas pessoas começaram com magia branca, cujo objetivo é fazer o bem; mas, tentadas pela sensação de poder, passaram à "magia cinzenta" (usando o poder para propósitos egoístas) e em seguida à "magia negra" (usando o poder para controlar, manipular e até mesmo prejudicar outras pessoas e animais).


Eu chamo estas formas-pensamento e falo com elas quase exatamente como com psiques presas à terra, mas em vez de usar a idéia de amor para abrandar a resistência, a idéia de felicidade é muitas vezes a chave para uma entidade não-humana.

OUTRAS PARTES DO TEXTO

Próxima (3)    Anterior (1)

ÍNDICE GERAL

Todas as páginas desta seção

FONTE DO TEXTO

(http://www.amaluz.com.br). Publicado originariamente na revista Amaluz, que não mais tem sido editada, embora fosse uma ótima publicação. Fazemos votos de que possa renascer, com a mesma qualidade de antes.




Google
 
Web www.eurooscar.com

www.eurooscar.com - Autor: Euro Oscar - © 2008
Direitos Reservados - Contato: eurooscar@gmail.com


Se veio até aqui por um link externo e não vê o menu fixo à esquerda, clique aqui, para melhor usar e controlar o site.


Página inicial do site