REVISTA AMALUZ - 92



CÁPSULA DO TEMPO
Wingmakers (Fazedores de Asas) - 6

PARTE 6 NESTE SITE
(PARTE 1 DA PARTE 7 DA REVISTA)

(Obs. de E.O.: organizei e dividi o texto em
13 partes, para a INTERNET)


OUTRA ENTREVISTA
COM O DR. ANDERSON, POR ANNE



NOTA DE ANNE

O que segue é uma sessão de entrevista com o Dr. Anderson no dia 28 de desembro de 1997. Ele permitiu que fosse gravada. Esta é a cópia daquela sessão, e é a segunda de um total de cinco. Eu as mantive exatamente como aconteceram. Não foi feita nenhuma edição, e tentei colocar as mesmas palavras, frases e gramática usadas pelo Dr. Anderson.


(Para um bom entendimento, recomendo que se leia a primeira entrevista de 27 de Dezembro de 1997) e na AMALUZ AS 5 PARTES….


ENTREVISTA

Dr. Anderson: "Como agora você está usando o gravador, deixe-me repetir. A tecnologia de Corteum foi o único e mais influente elemento para ajudar Fifteen a se tornar o Diretor Executivo do ACIO e do Grupo Labirinto. De fato, ele tinha uma mente brilhante antes de passar por esse processo de enriquecimento da inteligência do Corteum, mas por alguma razão, a tecnologia parece que lhe aumentou a inteligência mais do que em qualquer outro. . . em um nível muito significante ".

Anne: Nunca ninguém suspeitou que o Corteum e Fifteen eram de alguma maneira uma força separada do Grupo Labirinto. Eu quero dizer, nunca ninguém considerou a hipótese que eles poderiam ter seus próprios objetivos. . . talvez BST não fosse o único e definitivo objetivo deles?


Dr. Anderson: " Não. Se tem, e eu acredito que ainda continue assim, absoluta confiança tanto em Fifteen como no Corteum. Você tem que entender que os Corteums são uma raça benevolente. Nós nunca vimos qualquer evidência de que não fossem de boas intenções para nos ajudar, e nós, na medida do possível, tentamos ajudá-los de volta. Era uma sociedade cortês e com total reciprocidade.

Anne: "Você disse ontem à noite que o Corteum fazia parte do Grupo Labirinto, mas só por volta de 200 eram membros. Como elas se tornaram parte do Grupo Labirinto?


Dr. Anderson: " Na realidade eu não sei com certeza. Só posso lhe dizer o que me respondeu um dos Diretores que foi o responsável por minha entrada no Grupo Labirinto. Ele me falou que Fifteen tinha sido escolhido pelo Corteum para ser a ligação deles com o ACIO. Eles o escolheram, como aquele que iniciaria o seu programa de transferência de tecnologia com os humanos.


" Fifteen concordou em passar pela tecnologia de intensificação da inteligência que o Corteum tinha oferecido. Foi dessa experiência que a visão de Fifteen, de como o BST poderia ser desenvolvido, foi cristalizada. Ele criou então, a estrutura e o desenho do projeto.


" Um das coisas que o Corteum têm em abundância é inteligência lógica. Eles são muito competentes em termos de investigação científica e raciocínio lógico. Eles mesmos admitem que o que lhes falta é uma característica visionária criativa de descoberta. Isto é precisamente o que Fifteen tem de sobra. . . "

Anne:" Mas você está falando sobre uma raça que é superior a nós em tecnologias. Como lhes podem faltar insights criativos?


Dr. Anderson: " Isso é muito importante. Veja bem, comparado com todos os outros humanos, os Corteums são criativos e visionários. Mas há princípios formativos de física que residem em uma matriz dimensional que são completamente estranhos a todos os seres, com exceção dos intelectos mais privilegiados. E Fifteen tem esse intelecto. Os Corteums estão esperando que Fifteen, e de uma forma geral, o Grupo Labirinto, possam desenvolver BST, pois eles tem uma aplicação específica para esta tecnologia ".

Anne: " Mas ontem à noite você disse que há outras raças dentro de nossa galáxia, que já tem a possibilidade de viajar no tempo. Por que os Corteums simplesmente não "negociam" com essas raças "?


Dr. Anderson: " Como eu disse antes, as espécies que têm desenvolvida, por sua própria iniciativa, a viagem no tempo, vão estar pouco dispostas a compartilhá-la com outra raça. Na verdade esta é a tecnologia mais bem guardada. E não se pode simplesmente pedir a tecnologia emprestada quando se precisa dela. Mesmo quando a necessidade parece ser urgente e verdadeira. É fácil demais se tornar dependente da tecnologia em si. Além disso, como eu tentei explicar na noite passada, há uma diferença considerável entre viagem no tempo e BST. Não conheço nenhuma espécie que possui o tipo de BST que o Grupo Labirinto está tentando desenvolver.


" É mais ou menos assim, Anne, BST requer um conjunto de tecnologias interdependentes, todavia distintas, que necessita de um provedor para aplicar teoremas novos, novas leis de física, que nunca tenham sido descobertas antes. E então construir esse conjunto de tecnologias baseado em uma nova matriz de como o mundo funciona. . . é uma tarefa assustadora. Tudo o que antes era considerado verdade absoluta precisa ser destruído, precisa ser reinventado, reformulado, e então integrar nesta nova matriz.


" Esta é a essência do BST, você começa com uma lousa em branco e reinventa, reformula, e recria a consciência de matéria ".

Anne: " Vamos devagar que me perdi. A consciência de matéria "?


Dr. Anderson: " Lembra quando falei sobre objetos quânticos e como eles são influenciados pela consciência "?

Anne: Sim ".


Dr. Anderson: "Objetos quânticos se tornam crescentemente granulados ou refinados até se tornarem pura energia de luz e deixam de ter massa. Eles não são de uma realidade física, mas apenas uma energia em estado puro. Esta energia é segmentada mais adiante em oitavas de vibração. Em outras palavras, esta energia de luz vibra, e assim como música, tem musicalidade e sua nota fundamental. O som harmônico ressoa com a vibração da energia fundamental e todo pacote de energia canta como um coro. . . somente sua voz é luz.


" Esse canto, se assim você desejar, é o equivalente de uma consciência que permeia toda matéria...cada objeto físico em todo universo. Fifteen tem provado com sucesso essa "consciência que a tudo permeia", o que ele chama de Light-Enconded Reality Matrix ou LERM ( Matriz de Realidade de Luz Codificada ). De qualquer forma , LERM é apenas um dos novos teoremas que foram necessários a fim de esquematizar um caminho para provar que BST realmente era uma possibilidade, e não só uma visão excêntrica da mente de Fifteen ".

Anne: " Essa "consciência que a tudo permeia" que você citou, estaria por acaso relacionado com espírito ou Deus "?


Dr. Anderson: "Exatamente ".

Anne: " Agora acho que é um pouco de exagero. Você está tentando me dizer que Fifteen descobriu Deus ?. Que ele tem prova de Deus "?


Dr. Anderson: "De certa forma sim, mas. . . mas Deus não é aquilo que costumamos chamar. É LERM. E Fifteen foi bem enfático para que nós nunca nos referíssemos a LERM como Deus ou mesmo algo parecido com Deus. Ele preferiu pensar em LERM como "a sombra de Deus". A luz que projeta a sombra, e o objeto da própria sombra, ele acredita que é impossível provar através da ciência ou de qualquer outra forma objetiva de investigação ".

Anne: " Certo. . .certo. Mas me escute por um minuto. Se LERM é "a sombra de Deus", como você diz, então isso prova a existência de Deus. Está correto "?


Dr. Anderson: " Para todos nós dentro do Grupo Labirinto que entendem o trabalho de Fifteen, a resposta é sim ".

Anne: " Isso não seria algo muito mais importante que o projeto Ancient Arrow? Isto é, se alguém obteve provas da existência de Deus, não teria a responsabilidade moral de compartilhar essa informação com as pessoas "?


Dr. Anderson: " Talvez, mas a única maneira de compartilhar essa informação com as pessoas seria revelando quem é o Grupo Labirinto, e isso é algo que Fifteen nem sonha em fazer. Ele tem medo do ridículo e dos desentendimentos que isso causaria, e firmemente acredita que de qualquer forma, ninguém acreditaria nele, pois existem muitas tecnologias escondidas que o conduziram para suas descobertas, e ele não tem nenhum interesse em revelar essas tecnologias para o mundo acadêmico, instituições do governo, ou para a mídia. Ele se tornaria o próximo messias. . . ou diabo, dependendo do ponto de vista ".

CONTINUANDO OU VOLTANDO NO TEXTO

Próxima (7)    Anterior (5)

OBSERVAÇÃO DE E.O.

Em verdade são 13 as páginas deste site referentes às entrevistas com o Dr. Anderson, que correspondem às 5 partes disponíveis no site www.amaluz.com.br (as partes 5, 7, 8, 9 e 10).


Por serem longas as transformei em 13, que mesmo assim continuam extensas. Faltam as quatro primeiras partes originais, de acordo com a publicação impressa, bem como a sexta, que não estão disponíveis no site referido, que tem sido a única fonte existente na Internet, em português. Mesmo assim, o texto remanescente é vasto e permite muito bem a compreensão do contexto do tema e a captação das mensagens essenciais, principalmente porque consistem em perguntas e respostas, onde são retomados temas que estavam nas outras páginas ausentes.


Subdividi em 2 páginas este segundo trecho, que originalmente era a "Parte 7" na revista Amaluz. As páginas que faltam não se acham na INTERNET, em português, até o presente momento. Em inglês, não sei se existem.

ÍNDICE GERAL

Todas as páginas desta seção

FONTE DO TEXTO

(http://www.amaluz.com.br). Publicado originariamente na revista Amaluz, que não mais tem sido editada, embora fosse uma ótima publicação. Fazemos votos de que possa renascer, com a mesma qualidade de antes.




Google
 
Web www.eurooscar.com

www.eurooscar.com - Autor: Euro Oscar - © 2008
Direitos Reservados - Contato: eurooscar@gmail.com


Se veio até aqui por um link externo e não vê o menu fixo à esquerda, clique aqui, para melhor usar e controlar o site.


Página inicial do site