CURSO DE DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL INTEGRAL

À LUZ DOS ENSINAMENTOS
DA FÉ BAHÁ'Í

APÊNDICE À 1a PARTE DO CURSO O MENSAGEIRO DE DEUS E SEU INTÉRPRETE AUTORIZADO

BAHÁ’U’LLÁH (1817-1892)

Bahá’u’lláh nasceu na Pérsia no dia 12 de novembro de 1817. Seu pai era ministro do Governo e Sua família muito rica. Seu nome de família é Mirzá Hussayn-Alí. Bahá’u’lláh é um título que significa a Glória de Deus, que Ele adotou e que Lhe foi dado pelo Báb (1819-1850), Profeta que O antecedeu e que veio anunciar a Sua Vinda. Tal nome tem uma significação espiritual muito grande, inclusive pelas profecias bíblicas com referência ao termo Glória de Deus. Representa a manifestação de Deus aos homens em toda a Sua glória e poder.


Desde pequeno Bahá’u’lláh foi diferente das outras pessoas, muito sábio e bondoso. Não conheceu o Báb pessoalmente, mas tornou-se Seu seguidor logo no primeiro ano da Declaração do Báb - 1844. Quando o Báb foi morto em 1850, muitos de Seus seguidores foram também martirizados. Aqueles que escaparam das perseguições voltaram-se para Bahá’u’lláh para que os guiasse.

Devido à atuação decidida de Bahá’u’lláh em favor dos seguidores do Báb, Ele também foi aprisionado, sendo levado para Teerã, a capital do país, para uma prisão escura e fétida conhecida como o "poço negro" - onde havia também criminosos e ladrões. Mas foi nessa prisão, em 1852, que Bahá’u’lláh recebeu a Revelação Divina, em forma de inspiração, assegurando-se ser Ele, efetivamente, o esperado Mensageiro Divino cujo advento o Báb viera anunciar e por Quem sacrificou a vida.


Bahá’u’lláh teve a vida poupada devido à influência de parentes e por ser de família nobre da corte da Pérsia. Mas foi exilado com a família e alguns discípulos, tendo todos os bens confiscados. Foi levado para o país vizinho, o Iraque, residindo em sua capital, Bagdá. Lá viveu até 1863, ano em que publicamente declarou Sua divina missão, durante um período de 12 dias, de 21 de abril a 2 de maio - período esse conhecido hoje como o Festival do Ridván (Paraíso), o Mais Glorioso Festival.


De Bagdá, Bahá’u’lláh foi desterrado para a Turquia, vivendo alguns meses na capital, Constantinopla (atual Istambul) e depois em Adrianópolis, até 1868, quando as autoridades novamente O desterraram, desta vez para a cidade-prisão de ‘Akká, na Palestina. Eram 72 pessoas, entre familiares e discípulos, e o destino seria a prisão perpétua numa cidade para onde eram enviados criminosos e presos políticos perigosos, onde certamente acabariam seus dias, tão difíceis eram as condições de vida naquela milenar e histórica cidade da Terra Santa.

Bahá’u’lláh viveu até 1892, falecendo na madrugada do dia 29 de maio.


Escreveu mais de cem volumes entre epístolas, orações, meditações e livros. Nunca anteriormente, um Mensageiro de Deus revelou tantos Escritos Sagrados, cujos originais estão preservados, inclusive, como prova de sua autenticidade.


Os ensinamentos de Bahá’u’lláh, claramente expostos durante os quarenta anos de Seu Ministério, ensinam-nos como melhor viver para sermos felizes, aproximarmo-nos de Deus, usufruirmos de Suas graças e prepararmo-nos para uma vida espiritual eterna, rumo ao Criador, em luz e misericórdia.


Com Sua Revelação, Bahá’u’lláh inaugurou também uma Nova Era da Civilização humana, a era prometida em todas as profecias do passado, de paz e fraternidade, de amor e cooperação, de justiça e progresso para todos!



‘ABDU'L-BAHÁ (1844-1921)

‘Abdu'l-Bahá era o filho mais velho de Bahá’u’lláh e nasceu na mesma noite em que o Báb declarou Sua Missão ao Seu primeiro discípulo, em 23 de maio de 1844.


Ainda criança, ‘Abdu'l-Bahá acompanhou Seu pai quando este foi banido para o Iraque em 1853. A vida inteira, desde Sua juventude, O Mestre - conforme Bahá’u’lláh O chamava -foi de grande ajuda para Seu pai, cuidando dos assuntos gerais da família. ‘Abdu'l-Bahá significa Servo de Bahá (Bahá significa Glória).

‘Abdu'l-Bahá personifica o mais alto padrão de vida bahá’í. Foi o Exemplar perfeito das qualidades e virtudes que um bahá’í pode alcançar. Explicou, de maneira simples e fácil de entender, muitos dos ensinamentos de Bahá’u’lláh. Foi, realmente, um mestre perfeito em todos os sentidos.


Quando Bahá’u’lláh faleceu, em 1892, deixou um testamento designando ‘Abdu'l-Bahá como a única pessoa para a qual os bahá’ís deveriam se voltar em busca de guia infalível. Tal designação tornou ‘Abdu'l-Bahá o Centro do Convênio de Bahá’u’lláh, que Lhe deu o direito de não só guiar a comunidade bahá’í mundial, como também de interpretar os en-sinamentos de Seu amado e divino Pai.


Foi também ‘Abdu'l-Bahá quem levou os ensinamentos bahá’ís à Europa e América do Norte em Suas históricas viagens a esses dois continentes nos anos de 1911 a 1913. Fez centenas de palestras e deu entrevistas a um número incontável de pessoas, desde as mais simples até altas autoridades, líderes religiosos, livres-pensadores, jornalistas, homens de negócio e tantos outros.

Seu trabalho de ensino da Fé foi intenso, incansável e frutífero. De Suas visitas surgiram muitos novos e dedicados bahá’ís, os quais, por sua vez, levaram a Fé Bahá’í a outras pessoas e a outras regiões do mundo, iniciando-se a formação de comunidades bahá’ís, especialmente nos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e França.


‘Abdu'l-Bahá guiou os bahá’ís durante vinte anos, até Seu falecimento em 28 de novembro de 1921, em Haifa, Israel, no Centro Mundial da Fé Bahá’í. Deixou também um testamento, no qual indicava como continuador e guia dos destinos da Fé Bahá’í o Seu neto, Shoghi Effendi, designando-o Guardião da Fé Bahá’í. (Vamos conhecer a história de Shoghi Effendi na próxima lição).


‘Abdu'l-Bahá escreveu uma série de Epístolas nos anos de 1916 e 1917, dirigidas aos crentes na América do Norte, conhecidas como as Epístolas do Plano Divino, que dão, em detalhes, orientações para o desenvolvimento da Fé no mundo inteiro, inclusive com ensinamentos práticos para o sucesso do trabalho de ensino da Fé. Essas Epístolas foram a base de todos os planos futuros, o primeiro, sendo o Plano de Sete Anos, lançado em 1937 por Shoghi Effendi, e que continuam a ser a Carta Magna do ensino da Fé Bahá’í em sua expansão mundial.


‘Abdu'l-Bahá escreveu alguns livros e milhares de Epístolas. Em português temos alguns de Seus mais importantes livros, que todos os bahá’ís devem ter em sua biblioteca particular, e os ler regularmente, pois são também palavras sagradas e guia infalível para nosso desenvolvimento espiritual.



LISTA DAS REFERÊNCIAS
DA PRIMEIRA PARTE DO CURSO:



BIBLIOGRAFIA

Bahá’u’lláh e a Nova Era, J.E. Esslemont, 1975, pág. 74


Idem, pág. 74
Idem, pág. 75
Idem, pág. 75
Idem, pág. 75
Idem, pág. 75
Orações Bahá’ís, 1975, pág. 18 no 7, pág. 90 no 110, pág. 18 no 7, pág. 121 no 1, e pág. 70 no 77


Bahá’u’lláh e a Nova Era, pág. 82-83


Idem, pág. 83
Idem, pág. 83
Idem, pág. 83-84
Idem, pág.84
Idem, pág. 86
Idem, pág. 86


Orações Bahá’ís, 1975, pág. 23 no 17


Palavras Ocultas, Bahá’u’lláh, 1974, citações da parte I do árabe no 3, 11, 12, 13, 14, 19, 44, 59, 63, 64
Idem, no 68


A Revelação Bahá’í, uma compilação dos escritos de Bahá’u’lláh e ‘Abdu’l-Bahá, 1976 pág. 39, citação no 28
Idem, pág. 241-242


Bahá’u’lláh e a Nova Era, pág. 94.
Idem, pág. 75
Idem, pág. 76
Idem, pág. 76
Idem, pág. 63
Idem, pág. 64
Idem, pág. 65
Idem, pág. 66
Idem, pág. 68-69
Idem, pág. 70
Idem, pág. 70
Idem, pág. 71
Idem, pág. 71
Idem, pág. 72
Idem, pág. 72
Idem, pág. 72
Idem, pág. 72


Os livros citados são impressos pela Editora Bahá'í do Brasil


Cx. Postal 198, Rod. SP 340 km 155,5 -
CEP: 13800-000, Mogi Mirim / SP
Fone/Fax: (0xx19) 3806.9220
www.bahai.org.br/editora
editbahai@mogi.com.br

Parte 7

TEXTOS DE INSPIRAÇÃO NA FÉ BAHAI

OPINIÕES FAMOSAS SOBRE O MOVIMENTO BAHAÍ - 1


OPINIÕES FAMOSAS SOBRE O MOVIMENTO BAHAÍ - 2


PENSAMENTOS DE BAHÁ'U'LLÁH - 1


PENSAMENTOS DE BAHÁ'U'LLÁH - 2


AUTOBIOGRAFIA DE BAHÁ'U'LLÁH


UMA BIOGRAFIA DE BAHÁ'U'LLÁH


CURIOSIDADES, EPISÓDIOS E INFORMAÇÕES


CRONOLOGIA E PALAVRAS DE SABEDORIA


O PLANO DE QUATRO ANOS - 1


O PLANO DE QUATRO ANOS - 2


O PLANO DE QUATRO ANOS - 3


COMPREENDENDO O HOJE, SOLUCIONANDO O AMANHÃ


A RENOVAÇÃO DO PENSAMENTO HUMANO E O DIREITO - 1


A RENOVAÇÃO DO PENSAMENTO HUMANO E O DIREITO - 2


EDUCAÇÃO PARA OS DIREITOS HUMANOS


PONTO DE VISTA BAHAI SOBRE AS DROGAS


MODELO ATUAL DE EDUCAÇÃO PARA NOSSOS FILHOS - 1


MODELO ATUAL DE EDUCAÇÃO PARA NOSSOS FILHOS - 2


GLOSSÁRIO DE TERMOS ORIENTAIS E BIBLIOGRAFIA

OS TEXTOS DE IRADJI ROBERTO EGHRARI

A PAZ INTERIOR - 1


A PAZ INTERIOR - 2


NÓS E O FINAL DO MILÊNIO - 1


NÓS E O FINAL DO MILÊNIO - 2


O DIA DE DEUS - 1


O DIA DE DEUS - 2

CURSO GRATUITO - PRIMEIRA PARTE

LIÇÃO 1    LIÇÃO 2


LIÇÃO 3    LIÇÃO 4


LIÇÃO 5    LIÇÃO 6


LIÇÃO 7    APÊNDICE

POESIAS DE INSPIRAÇÃO BAHAI

1    2    3    4    5

FONTE DO TEXTO

http://www.bahai.org.br



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!






Google
 
Web www.eurooscar.com








Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.





Home