SANTIAGO BOVISIO



REFLEXÃO 1

A Ensinança Vivente


a - A ENSINANÇA LIBERADA;


b - DESTRUIÇÃO VERSUS DESTRUIÇÃO;


c - O MUNDO E EU.

As Ensinanças do Mestre Santiago reunidas na Coleção Internet, são proféticas e se referem basicamente às características e fenômenos que se irão produzindo na Sub-Raça Aquário a partir deste tempo inicial. Foram escritas ao finalizar a era anterior e agora se apresentam como testemunho público do que virá. Durante milhares de anos, tempo do desenvolvimento da nova humanidade, estarão ativas até que se cumpram os propósitos de Plano Divino em Aquário: a espiritualização da matéria.


As Ensinanças não só são textos de sabedoria antiga e moderna que brindam conhecimentos e informações; são, principalmente, profecias de uma natureza excepcional: ensinam a viver nestes tempos tormentosos. São Ensinanças dinâmicas que se adaptam às mudanças imprevistas que se sucedem no devenir dos anos, e aportam um guia, um sinal para que o buscador possa encontrar um sendeiro correto. Esta virtude polivalente provém das mesmas raízes das Ensinanças que se nutrem nos mais elevados planos do mundo mental. Os textos conceituais que transmitimos são a vestidura visível da Ensinança astral originária que eles custodiam. Durante muitos anos estiveram caladas, escondidas, secretas; até agora, ao ser entregue ao patrimônio da humanidade, no tempo especial de mudança de signos e pela presença do Maitreya, se ativou permanentemente para pôr-se ao serviço do Redentor e ajudar a salvação dos homens.

Os Discípulos Fieis desejam continuar trabalhando na obra do Mestre aportando, por meio desta página que chamamos “Reflexões”, um guia pontual sobre os temas candentes e perturbadores que aparecem periodicamente na imprensa mundial e que não tem explicação. São os emergentes irracionais da civilização que se desmorona, porém cuja compreensão e causas estão previstas nas Ensinanças. Queremos, nestas Reflexões, indicar em qual Ensinança e de que forma pode o leitor encontrar as idéias, as meditações e os conselhos que o ajudarão a compreender.


Diz a Mensagem de 1960: “No futuro se supõe que serão eliminados da vida do homem o tempo de espera, os anos de estudo, o crescimento dos estados anímicos correlativos, a rápida restauração da reação das ações secundárias” (Livro XIX, 14,11). Consultar também: Livro XVIII, Cap. 11: “O Valor Único da Renúncia”.

a - A ENSINANÇA LIBERADA

Nesta biblioteca esotérica de Internet há dois tipos de Ensinanças, segundo palavras do Mestre Santiago. A Ensinança Universal de todos os tempos e civilizações, e a Ensinança de Cafh, que um Mestre Astral, o Zelador (G. Savonarola), elaborou para os discípulos do Mestre. Não estão classificadas mas reunidas e harmonizadas como um só tipo, dentro dos temas que desenvolve e explica. Agora que a obra institucional fundada por Santiago Bovisio, Cafh, não existe (se extinguiu na sétima década do século passado), nas Ensinanças escritas por sua mão que estavam resguardadas esperando seu tempo, ficaram liberadas de qualquer compromisso anterior, e por ação dos meios de comunicação modernos pertencem ao corpo místico da nova humanidade, estão em todo o planeta ao serviço dos homens de boa vontade segundo a capacidade de renúncia de cada um.


A Ensinança escrita que o leitor pode ler em sua tela não é senão o traje, a bainha que envolve a verdadeira Ensinança espiritual e magnética dos Mestres, assim como o corpo físico sustém nossa alma. A analogia entre a Ensinança escrita e a Ensinança interior que resguarda é perfeita; porém, se para aceder ao escrito há que ter olhos e saber ler, para aceder à mensagem espiritual que o acompanha há que ter Renúncia e a alma em branco, para que a voz dos Mestres chegue a nós. Diz o Bispo Silesius: “Mesmo que Cristo voltasse mil vezes à terra, se não está em teu coração, será em vão para tua salvação”. Podem-se ter as Ensinanças completas na tela familiar, e lê-las diariamente; mas se a alma não renuncia não receberá a Ensinança.


As Ensinanças do Mestre Santiago não pertencem a este mundo, são estrangeiras, vivem no tempo adiantado da Era de Aquário. Ao considerá-las no cenário do velho mundo que se desmorona, incluso materialmente, aparecem fora de lugar, inoperante, inúteis. Para que serve a Renúncia num planeta onde a lei é o dinheiro e a violência? Em primeiro lugar serve para sobreviver no caos, e logo, para capacitar-se nas formas de vida de Aquário. As Ensinanças não pertencem ao tempo que concluiu, mas ao tempo que se inicia daqui em diante. Agora são livres e percorrem os espaços cibernéticos do planeta ajudando aos homens de boa vontade, ao serviço das idéias do novo Redentor.


Recomendamos o estudo e a meditação das Mensagens de Plenilúnio que conformam o Livro XIX.

b- DESTRUIÇÃO VERSUS DESTRUIÇÃO

Os atentados espetaculares que estão ocorrendo no mundo deixaram sem palavras aos homens que não sabem que dizer nem que pensar, não podem entender. A resposta violentíssima se está preparando com armas terríveis; os demônios da destruição estão em todas partes e em todos os bandos, lutando com as armas que têm nas mãos, desde porta-aviões gigantes até facas de mesa. Tudo é apropriado para matar quando o ódio é o dominante coletivo: destruição versus destruição.


É importante ter claro este axioma: o ódio enfrenta ao ódio, o mal enfrente ao mal, o sangue clama e pede vingança. Quando um pensador norte-americano defendeu que prevalecesse a paz e se buscasse uma conciliação, a maioria respondeu que era um idiota. E em Ásia Central, o porta-voz do Papa, Navarro, defendeu publicamente as ações de Bush contra os atentados. É a tradicional e exclusiva lei de vingança das nações semitas radicalizadas: o Judaísmo e o Islã: olho por olho e dente por dente. Isto vem desde os tempos do deserto, quando eram tribos errantes sem organização. Os esforços que se fizeram para superar a lei do sangue tem sido vãos; pelo contrário, incrementam a violência.


Qual é a missão das Ensinanças do Mestre Santiago que também estão no mundo? Entre eles não se tocam. A Renúncia é um caminho místico intangível, interior, na alma humana, e atua nas forças imponderáveis do homem, transformando-o. Não tem ação direta sobre a sociedade, mas sobre a consciência e a vontade. A Renúncia vai às fontes onde se nutrem as ações, e transmutando os corações, transforma a sociedade. Porém nestes tempos de intercambio de raças, a Mensagem da Renúncia não busca mudar a sociedade, mas substituí-la com as novas leis que aportará o Maitreya, deixando o velho mundo que se consuma nos fastos espetaculares de ruínas e cinzas. As Ensinanças são uma ponte tendida sobre o abismo que separa uma civilização que se vai, e outra que aponta no horizonte.


A Mensagem da Renúncia é perpétua, não tem um tempo de começar e outro de terminar; está funcionando sempre, perto da necessidade de cada alma. É infinitamente polivalente. À medida que o ser vai renunciando, os novos espaços intocados de sua alma são ocupados pelas idéias aquarianas desenhadas para este ser individualmente. E assim. Lentamente, se vai construindo em harmonia, o novo mundo que todos sonhamos. Sugerimos estudar a Ensinança “Hidrochosa” (Livro I, Capítulo 1).

c- O MUNDO E EU

O Mundo aparece ante minha consciência como um Cosmo: as montanhas, os animais e as plantas, as cidades, as nações, as universidades, as ruas e milhões de seres humanos que me acompanham, a televisão e os jornais, meus amigos e muitas coisas mais, incontáveis.


O Eu aparece em minha consciência também como um Cosmo imenso, sem dimensões, quase desconhecido e misterioso, mutante; me dá alegrias e penas, e ademais inclui as percepções e as imagens desse mundo exterior que está ali afora, com o qual estou obrigado a conviver.


As relações entre o Eu e o Mundo sempre foram difíceis e cruéis, por ignorância e pelo impulso irresistível de progredir em direção à felicidade. No transcurso das idades surgiram normas e leis que regularam de alguma maneira estas relações. No início parecem construtivas, mas com o tempo degeneram e fazem o mal. Ainda as mais antigas e vulneráveis leis ditadas pelos Grandes Mestres da humanidade hoje são pisoteadas e servem de argumento para matar, destruir e corromper.


A função básica das Ensinanças do Mestre Santiago é guiar ao Eu pelo Caminho da Renúncia, indicando as melhores relações com o mundo natural e humano nesta longa etapa de Aquário que recém se inicia. Se se estudam com zelo, se verá que as mesmas estabelecem conceitos e recomendações que são opostos às formas do mundo moderno: ante o afã de possessões aconselha o desprendimento; frente à loucura dos prazeres ensina a austeridade dos costumes; para a violência e o crime recomenda a quietude e o silêncio; referente à sociedade atual, caótica, ruidosa e desintegrante, diz: “Sede estrangeiros, vivei no mundo como se não pertencêsseis ao mundo.”


As Ensinanças, mais do que conselhos morais e boas intenções, dão guias operativas e práticas para trabalhar metodicamente com a alma: meditações dos mais avançados tipos; o exame retrospectivo e seu mecanismo; exercícios de concentração e de contemplação, etc. Tudo o que o Mestre sabia e praticava pessoalmente, e praticavam seus discípulos está ali.


As Ensinanças não pretendem mudar o mundo diretamente, não é um programa político. Ensinam ao indivíduo a viver as leis universais segundo o modo da Era de Aquário, e quando os homens aprendam a viver as normas que estabelecerá o Maitreya, o mundo mudará automaticamente.


Reflexionar sobre a Mensagem de Plenilúnio de 1948, “Sede estrangeiros” (Livro XIX, Capítulo 2).

AS OUTRAS PÁGINAS

Próxima (2)


Índice geral sobre Santiago Bovisio

FONTE DO TEXTO

http://www.santiagobovisio.org



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!






Google
 
Web www.eurooscar.com








Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.





Home