SANTIAGO BOVISIO



REFLEXÃO 3

As Raças


a - EM DIREÇÃO ÀS ALMAS;


b - A PAZ;


c - UM ANO DE ENSINANÇAS.

Ao longo destas Ensinanças se pôde ler repetidas vezes as palavras Raça Raiz, Sub Raças, Sub Raças de Família e informações e conceitos sobre elas. Atualmente deixamos atrás a Sub Raça Ário Teutônica para começar o novo milênio com a Sub Raça Ário Americana, que se supõe durará 24.000 anos. Ao tempo que se inicia a Sub Raça de Família que durará 2.000 anos, como a anterior Peixes, que também terminou. O Iniciado Solar Maitreya inaugura o novo ciclo. Como na literatura esotérica estes termos têm significados e aplicações diferentes a os utilizados pelas ciências naturais modernas, vamos a explicar brevemente o significado tradicional, que se deduz facilmente das Ensinanças.

Na filosofia tradicional, a palavra Raça e suas derivadas, se aplicam a etapas do desenvolvimento integral das mônadas através de longos períodos de tempo marcados pelas mudanças que se produzem nos astros do sistema solar e seus movimentos relativos. A classificação é setenária: sete Raças Raízes, sete Sub Raças; e para as Sub Raças de Família se utilizam doze períodos, cada um patrocinado por um signo astrológico. Há ainda períodos mais curtos, como são as atuais idades que a História designou para Europa: Antiga, Média, Moderna e Contemporânea.

Estas grandes etapas sinalam não só o tempo, mas também as propostas dos Divinos Condutores e as conquistas realizadas, e as que estão por vir, segundo o Plano Divino destinado aos homens. Na Ensinança 2 de Antropogênese, se lê que a Primeira Raça Urânia que intentou estabelecer-se na terra fracassou, em Antártida, e teve que começar de novo na Groenlândia. Dizem as Ensinanças: “A Raça Ária nasceu para a guerra” e amplia o conceito dizendo que a característica da Sub Raça de Família que acabou, Peixes, é a confrontação dos pares de opostos.

As Ensinanças esotéricas nos dão informações e conceitos valiosos sobre nosso passado e como nos fomos construindo pouco a pouco até chegar ao que somos, e nos permitem vislumbrar as características raciais do futuro imediato, individual e coletivo. Assim podemos contribuir com nosso esforço à perfeição de nosso destino, caminhando para o porvir e não de contramão.


Para ampliar e meditar sobre este deslumbrante assunto, sugerimos ler o Livro XXVI, Antropogênese, particularmente o Cap. 15 chamado “A Luta dos Mil e Quinhentos Anos”, porque atualmente estamos vivendo uma experiência planetária similar, com efeitos paralelos.

a- EM DIREÇÃO ÀS ALMAS

Periodicamente recebemos do Servidor informes estatísticos da recepção das Ensinanças; os leitores estão efetuando uma média de 50.000 acessos exitosos por mês, com satisfatória quantidade de cópias e transcrições, em todas partes, especialmente Estados Unidos, Argentina, Brasil, Espanha e outros países mais afastados geograficamente. Este serviço de Ensinanças começou o primeiro dia do ano, e esperamos render um informe completo em 31 de dezembro.


Que nos está indicando esta recepção geral das propostas do Mestre Santiago? Em primeiro lugar, que as almas têm necessidades similares em todas partes e em diferentes situações, e que frente à dor não há privilégios, mas uma grande carência de recursos apropriados. Em segundo lugar, que as Ensinanças são revelações proféticas, quer dizer, que vão em direção às almas e suas necessidades permanentes, tanto do passado como as que se manifestam no transcurso do tempo. Não falam de coisas conjunturais passageiras que vêm e que vão, como o dinheiro, as nacionalidades, os níveis sociais, que já sabemos são devorados pela morte, mas da realidade do ser que vai além das mutações.


Hoje vemos à humanidade dividida em incontáveis facções, lutando entre si e em todos os níveis: nações, religiões, nacionalidades dentro de um mesmo Estado, empresas comerciais, classes sociais, famílias, indivíduos dentro da família, indivíduos contra eles mesmos e suas más tendências, etc. Esta desarticulação da substância espiritual dos homens está conduzindo à desaparição da humanidade como tal. O Mestre Santiago cria que mais terrível que as bombas atômicas e as calamidades da natureza, é a degeneração das qualidades fundamentais do ser humano, e que o estão levando ao ponto zero.


Na Mensagem da Renúncia do ano 1957, o Mestre diz: “Filhos da Chama: Levai vossa Mensagem de Renúncia a todos os homens indistintamente; ensinai-lhes que o bem dos povos não é o resultado das guerras e revoluções, mas da capacidade expansiva fruto do sacrifício, do trabalho, das migrações e da renúncia do supérfluo”.


Todos aqueles que padecem morte, mutilações, enfermidades e misérias pela violência generalizada, são vítimas inocentes da crueldade humana. Inocentes? Entre todos conformamos o corpo da humanidade, nas boas e nas más. E até que não assumamos individualmente nossa cota de responsabilidade pela vida, não teremos começado nosso Caminho de Salvação.

b- A PAZ

O general prussiano Carlos de Clausewitz (1780-1831) teórico brilhante da escola militar alemã, sustinha que “o objeto da guerra é a possessão”. Durante todo o século passado, a humanidade esteve em guerra permanente, incluindo as duas grandes guerras mundiais, com centos de milhões de vítimas, e agora continua em todas partes com espantosas e novas armas de destruição. Mas que é o que se quer possuir de toda forma e a qualquer preço? O planeta terra e tudo o que contém, incluindo o espaço externo e seus astros. Verdadeiramente, a ânsia de possessão e a loucura humana são infinitas. O planeta está globalizado, não pela fraternidade, mas pelas comunicações de todo tipo, mecânicas, financeiras e digitais. Também pela guerra. Esta rapidez nos contatos humanos facilita a destruição em qualquer lugar, ao instante, por mais longe que se encontre o objetivo. A guerra é planetária e permanente, e não se sabe quando terminará. Mais ainda; a psicose da violência, o medo, agora o vivem todos como se estivessem numa trincheira.


A anterior Sub Raça Ário Teutônica se inicia há muito tempo com a lendária Guerra dos Mil e Quinhentos Anos, vencendo aos antigos Atlantes. Agora se inicia a época Ario Americana com uma “Guerra Infinita”. Voltaremos a repetir a experiência com os monstros modernos de destruição para que a terra e os homens possam avançar em direção ao futuro?


”O objeto da guerra é a possessão”, diz Clausewitz, porém esse objetivo já tem dono. Paulo VI afirmou que Satã é o amo do mundo. Vendo os horrores que sucedem todos os dias,a sentença do Papa está correta.


As Ensinanças do Mestre Santiago falam às almas para este tempo, e brindam lições de salvação agora, já, aqui, onde cada um se encontra, qualquer seja o lugar e a situação pessoal. Falam da paz real, a única, a que se alcança interiormente quando as paixões caducaram. Não há outra. A que pretendem os homens, e a violam com qualquer pretexto, incluso para defender a paz, é uma ilusão que a história sempre demonstrou.


Na primeira Mensagem de Plenilúnio que emitiu em 1947, recém terminada a grande guerra, dizia palavras que pareciam escritas para nossos dias: “Se moveu demasiado, em paz e em guerra, a humanidade, sem encontrar um átomo de felicidade. Por isso, voltemos à solidão, à Oração e ao Silêncio. Que nada nem ninguém ocupe nosso pensamento. Calem nossos lábios. Cessem nossas peregrinações.

c- UM ANO DE ENSINANÇAS

O Mestre Santiago, em seu testamento espiritual de 1962, pouco antes de morrer, exortou a seus discípulos com o seguinte reclamo: “Levai a Mensagem de Renúncia a todo o mundo, a todo o Universo!”


O primeiro dia do terceiro milênio, as Ensinanças foram publicadas em espanhol e inglês por Internet, e nesses meses a Mensagem se expandiu a muitos países, desde América até o Oriente, com uma quantidade impressionante de arquivos transferidos.


Porque pessoas de tantos lugares afastados acudem às Ensinanças da Renúncia, a pesar do rigor doutrinário que as sustém e às dificuldades dos temas que contém, expressados na linguagem esotérica da tradição milenar, diferente dos significados modernos? É que as necessidades fundamentais da humanidade são muito grandes, não só por problemas materiais e sociais de subsistência, mas por falta de um sentido de transcendência da vida. Quem tem pouco sofre e se motiva no esforço para melhorar suas condições; mas quem tem o que necessita materialmente sofre mais, porque não têm objetivos, está vazio. Esta ausência de vida interior só pode ser satisfeita com uma mensagem de redenção que situe ao peregrino num sendero de realizações concretas, no Caminho da Renúncia. Os Livros do Mestre Santiago constituem um sistema completo de idéias e revelações do sentido da vida nas atuais condições que transita a humanidade, quando se abandonam os postulados da antiga Raça para aceder às novas formas de Aquário.


Os sinais que estão expressando esta mudança são públicos e violentos, ninguém os pode ignorar. A destruição das Torres Gêmeas, emblema da civilização ocidental, produziu um choque psicológico que não foi superado, e gera uma guerra estranha entre os líderes das religiões relacionadas que controlam o poder do mundo. Porque se atacam, porque querem destruir-se uns aos outros? Porque essa histeria ecumênica que os empurra irracionalmente a destruir os bens que eles mesmos construíram com tanto esforço? Na nova vibração de Aquário os tempos se estão terminando para as idéias do passado, embora tenham riqueza e poder, e os espaços diminuam, vão desaparecendo. Os herdeiros do velho signo lutam desesperadamente para ocupá-los, eliminando fisicamente a seus competidores.


Agora que a realidade bate forte, muitas pessoas não estão satisfeitas com profecias conformistas que prometem paraísos ilusórios; querem a verdade, embora seja muito dura. O Mestre Santiago as expõe. Leiam-se os cursos doutrinários claves e diretos, e compreenderão a realidade: “O Caminho da Renúncia”, “As Mensagens de Plenilúnio”, “Desenvolvimento Espiritual” e outros. A redenção humana se constrói com realidades, sacrifícios e Renúncia.


À continuação transcrevemos os principais dados estatísticos da recepção das Ensinanças dos últimos dez meses, março a dezembro de 2001, de leitura e impressão direta da Internet.

DADOS ESTATÍSTICOS

Total de acessos exitosos: 393.209


Número de impressões de páginas: 44.037


Quantidade total de seções de usuários: 15.875


Duração média das seções de usuários: 14 minutos, 41 segundos cada uma.


Quantidade de arquivos transferidos: 223.275


Tamanho total dos arquivos transferidos: 4.478,24 MB...

DADOS COMPARATIVOS

Uma coleção completa da Obra em espanhol ou inglês carrega: 5,61 Mb.


Coleções completas equivalentes transferidas: 780 (estimação a 12 meses: 936).


Quantidades de livros transferidos no ano (estimado): 34.632


Se cada livro em média contém 16 capítulos, a quantidade de Ensinanças individuais transferidas é de 554.112


Todo este material obtido voluntariamente pelos usuários de Internet, está em mão dos leitores dos seguintes países:


AMÉRICA: Estados Unidos, Argentina, Brasil, México, Colômbia, Chile, Costa Rica, Canadá, Paraguai, Bolívia, Honduras, Uruguai, Cuba, Venezuela, República Dominicana, Peru, Equador, Panamá, Nicarágua.


EUROPA: Espanha, Itália, Inglaterra, Francia, Portugal, Holanda, Romênia, Suécia, Finlândia, Bélgica, Suíça, Iugoslávia, Alemanha.


ÁSIA: Malásia, Japão, Índia, Cingapura, Arábia Saudita, Emirados Árabes.


OCEANIA: Austrália.

AS OUTRAS PÁGINAS

Próxima (4)   Anterior (2)


Índice geral sobre Santiago Bovisio

FONTE DO TEXTO

http://www.santiagobovisio.org



Sorria ao acordar
e antes de dormir!

Muito obrigado pela visita,
veja sempre as novidades!






Google
 
Web www.eurooscar.com








Se não vê à esquerda o menu
rolante do site, clique aqui.

If you do not see the left
scrolling menu, click here.





Home