Parábolas Budistas - 15


Parábola do Bom Médico
(Capítulo Juryo do Sutra de Lótus)

Em determinada época vivia um médico, excelente no preparo de receitas de remédios. Ele tinha cerca de 100 filhos. Enquanto esteve fora de casa, numa viagem a um distante país, todos os seus filhos beberam veneno por engano, debatendo-se de dor e caindo ao chão à medida que o veneno penetrava em seus corpos.

Ao retornar para casa, o médico encontrou seus amados filhos em agonia por toda a casa e ficou muito chocado e triste. Alguns dos que tomaram o veneno perderam completamente a razão, enquanto outros, ainda, estavam conscientes.


Desenho de Sandro Neto Ribeiro

Todas aquelas crianças, ao verem seu pai, ficaram contentes e correram ao seu encontro, lhe implorando: "Pai! Estamos muito felizes de encontrá-lo em boa saúde. Nós tomamos veneno por engano, por causa de nossa ignorância. Por favor, nos salve e nos dê forças."

Imediatamente, o médico juntou muitas ervas medicinais de bom sabor, bom cheiro e linda cor receitando-as de várias maneiras como um maravilhoso remédio a suas crianças enfermas. Aqueles que ainda não haviam perdido a razão tomaram imediatamente o remédio e escaparam das dores agudas e sofrimentos. Os que não mais faziam uso da razão não tomaram o remédio apesar das recomendações do bom médico.


Desenho de Sandro Neto Ribeiro

O pai ficou muito triste e decidiu usar um último recurso para convencer seus filhos a se curarem. Ele disse:
"Eu vou morrer de velhice. Antes de começar a minha jornada, deixarei este remédio bom com vocês. Se vocês tiverem problemas, tomem-no." E saiu de casa dirigindo-se a outro país. Lá chegando, enviou um mensageiro à sua casa, que disse a seus filhos: "Infelizmente seu pai faleceu."


Desenho de Sandro Neto Ribeiro

"Agora ninguém cuidará de nós com misericórdia e bondade", exclamaram os filhos diante da notícia, finalmente decidindo tomar o remédio. Logo se recuperaram completamente e o pai ciente de que isso aconteceria retornou para casa encontrando seus filhos felizes.

Nesta famosa parábola, o remédio maravilhoso com bom sabor, linda cor e bom cheiro simboliza a oração Nam myoho rengue Kyo ensinada pelo bom médico, que é o Buda, e o veneno indica as religiões desencaminhadoras (que deixam as pessoas iludidas e desorientadas).


Preciosa Colaboração de Daisy Lúcia Ferreira de Moraes, São Paulo
Extraída da Revista TC de abril de 1976

Próxima (16)   Índice   Anterior (14)

Fonte do Texto

As Mais Belas Histórias Budistas, página criada por Sandro Neto Ribeiro.
http://www.vertex.com.br/users/san e
http://www.maisbelashistoriasbudistas.com/historia.htm

Pesquisar só neste Site

Pesquisar em Toda a Web

www.eurooscar.com  -  eurooscar@gmail.com
©Todos os Direitos Reservados

Política de Privacidade     Privacy Policy

Se não vê o menu esquerdo de navegação clique aqui.

Only if you are not seeing the left navbar click here.

Home