Receitas Veganas Macrobióticas - 14


Sobremesa e Merendas


501- Biscoitos (Karinto)

Misturar duas xícaras de farinha, duas colheres de sopa de sementes de gergelim, uma pitada de sal e uma colher de chá de canela.

Adicionar água de tal modo que fique uma massa mole. Estender a massa e cortá-la em tiras.

Fritar até dourar ou até tomarem a consistência comum aos biscoitos.

Formas diversas podem ser feitas; podem ser guarnecidos com nozes, ou uma de suas extremidades ser inserida numa fenda aberta no meio.


502- Polenta

O mesmo da receita precedente, porém misturando partes iguais de farinha de trigo e de milho.


503- Biscoito de Trigo Sarraceno

O mesmo da receita anterior, porém utilizando farinha de trigo sarraceno. Excelente como merenda para doentes.


504- Biscoito de Painço e Farinha de Trigo Mourisco

Misturar paínço cozido com farinha em partes iguais. Adicionar avelãs ou castanhas de caju cortadas bem miudinhas, bem como casca de laranja raspada.

Amassar com água. Confeccionar com esta massa cilindros de 10 centímetros, que devem ser cortados em tiras bastante finas. Fritar em bastante óleo.

Pode-se usar também farinha de trigo, de arroz, de milho, etc., e adicionar pequenas quantidades de nozes, amendoim, passas de uvas, etc.


505 - Pão "Ohsawa"

Misturar 4 partes de farinha de trigo integral,
2 de farinha de milho,
2 de farinha de castanhas,
2 de farinha de trigo sarraceno.

Adicionar um pouco de óleo e algumas passas de uvas e, após isso, amassar lentamente com água.

Cozinhar numa forma untada e colocar um pouco de massa.

Para os doentes, misturar farinha de trigo sarraceno, farinha de trigo integral, farinha de milho, farinha de painço, etc., sem passas de uva e nozes.

Fatias deste pão frio podem ser cortadas e torradas em um pouco de óleo.

O pão "Ohsawa" não contém fermento, não é muito leve, porém é saboroso quando bem mastigado.


506 - Torta de Maçãs

Cortar maçãs em fatias, adicionar um pouco de sal e cozinhá-las no forno, até ficarem tenras.

Preparar massa para o pastelão;

Guarnecer uma forma, enchê la de maçãs e colocá-la no forno.

Para o preparo da crosta do pastelão, ver o tópico de massas.


507 - Maçãs ao Forno (nº 1)

Retirar a parte central das maçãs, tendo o cuidado de não perfurá-las completamente.

Rechear com manteiga de gergelim (tahine) misturada com um pouco de sal e levar no forno até ficar no ponto.


508 - Maçãs ao Forno (nº 2)

Preparar massa de pastelão e estendê-la bem fina.

Cortar em pedaços que dêem para enrolar uma maçã.

Preparar as maçãs como foi indicado anteriormente.

Colocar dentro de pedaços da massa e enrolar, aperte em cima para fechar.

Levar ao forno.

O resto da massa pode ser cortada em tiras para decorar.

Se as maçãs forem muito grandes, podem ser cortadas em quatro, porém maçãs inteiras de pequeno tamanho, são mais deliciosas.


509 - Pastel de Maçã

Preparar a massa do pastel e estirá-la para que fique fina.

Cortá-la em discos de 10cm de diâmetro.

Dispor uma sobre a outra e recheá-la com compota de maçã.


510 - Pastel de Passas de Uvas

Estirar a massa do pastel até ficar bem fina e cortá-la em pedaços redondos de 6cm de diâmetro.

Colocar algumas passas de uva no seu interior e fechar as duas extremidades, apertando com os dedos.

Podem-se substituir as passas de uva por castanhas de caju.


Variedade nº 1

Enrolar a massa em torno de um bastão de 2cm e meio.

Fritar em bastante óleo, deixar esfriar e retirar o bastão.

Rechear com compota de maçã, purê de castanha, purê de abóbora, etc.


Variedade nº 2

Cortar a massa da torta em tiras de 4cm de largura por 12cm de comprimento.

Enrolar na massa um cone de madeira de 6 em de diâmetro de base.

A parte superior deve ser do diâmetro de um lápis.

Leve ao forno, retire o cone de madeira e substitua o por geleia ou purê, como acima.


511 - Bolacha nº 1 - Crackers

Misturar farinha de trigo ou de aveia, ou de milho, com um pouco de óleo, sal e água.

Amassar.

Enrolar esta massa e cortá-la em quadrados de 5cm.

Fazer pontinhos com 1 palito.

Levar ao forno.

Para biscoitos faz se a massa um pouco mais grossa.

Temperar como desejar.


512 - Bolacha nº 2 - Hallawi

Misturar 1 xícara de farinha de trigo integral grossa, sêmola, 2 colheres de sopa de passa de uva, 2 colheres de chá de canela em pó e 1 maçã.

Dourar a farinha em quatro colheres de sopa de óleo.

Adicionar as passas de uva e a maçã cortada em pedaços.

Sobre esta mistura, derramar água em quantidade correspondente a 4 vezes o volume (da mistura) e 1 colher de chá de sal, e cozinhar em fogo brando.

Quando a mistura engrossar, adicionar canela.

Molhar a forma com água fria e forrar o fundo com salsa picada e despejar a mistura sobre a forma.

Esfriar.

Inverter o conteúdo da forma e servir.

Pode-se alternar esta mistura com camadas de farinha de castanhas, com castanhas em purê ou com abóbora em purê. Outras formas podem ser usadas, redondas e tubuladas.


513 - Sêmola - Farinha de Trigo Integral Grossa

A sêmola pode ser empregada como alimento complementar, se for feita com cevada grossa moída e torrada em um pouco de óleo. Neste caso, a farinha deverá ser de grãos integrais de cevada.


514 - Sanduíches (Nituke)

Pode se fazer “refogadinho” (“nituke”) de diferentes variedades, com creme de abóbora, creme de nozes, geleia de maçã, etc., usados como recheio entre as fatias de pão, resultando em sanduíches gostosos.

Para os doentes, o melhor pão é o "Ohsawa", só com cereais, cozido ao forno e cortado em fatias finas, com recheio de vegetais, etc.

Podem-se, igualmente, utilizar pastéis, crepes, chapati, etc.


515 - Canapés

Coloquem-se alimentos variados sobre pequenos quadrados de pão, que se levam ao forno, por breves instantes.


Próxima (15) | Anterior (13) | Índice


Fonte

"Macrobiótica Zen - A Arte da Longevidade e do Rejuvenescimento",
de George Ohsawa (pseudônimo de Sakurazawa Nyoiti)


Nota de Euro Oscar (2)

Não aproveitei nesta coleção as receitas com ingredientes de origem animal.


Buscar no Site


Buscar na Web


Home