Receitas Veganas Macrobióticas - 3


Massas de Farinha de Trigo Integral


45 - Macarrão, talharim, vermicelli, etc.

Ferver, escoar, lavar em água fria. Estes alimentos podem ser preparados do mesmo modo que o trigo sarraceno.


Pratos à Base de Painço e Outros Cereais


46- Painço

Fritar ligeiramente 1 xícara de painço em 2 colheres de sopa de óleo. Incluir um pouco de sal e 4 partes de água. Aquecer em fogo brando, diminuindo a chama quando entrar em ebulição.

Ferver em fogo lento até que fique macio. Servir com creme de pasta de soja (missô), refogadinhos de verduras (Nituke), cozidos com uma pequena quantia de molho de soja (shoyu) ou pasta-de-soja. Este painço poderá ser usado para fazer croquetes de cachá, cachá frito, etc.


47- Cuscuz

Poderá ser cozido em banho-maria, ou fervido como o cachá. Ferver cebolas picadas até que estejam bem cozidas. Incluir pequena quantia de óleo e sal, quando já estiver macio. Servir tudo junto. É uma receita árabe. Não se encontrando nas casas do tipo, poderá ser usada a farinha de trigo integral grossa.


48- Trigo Burgur

Prepara-se do mesmo jeito que o cachá, conforme o processo armênio. Para isso, deve-se usar farinha grossa cozida em banho-maria e seca.


49 - Mingau de Aveia

Da mesma maneira que o nº 47. Não usar leite.


Alimentos Secundários


Refogadinhos (nituke)

Hortaliças, verduras ou legumes, cozidos com um pouco de molho japonês (Shoyu), sem água, nem óleo; em japonês, denominam-se nituke. Devem servir-se secos.


61- Refogadinho de Cenouras

Para preparar refogados de cenouras e Nituke de cenouras com gergelim, cortam-se duas cenouras o menor possivel e refogam-se bem numa colher de sopa de óleo. Adicionam-se grãos de gergelim torrados e salga-se. (Todo refogadinho é um pouco salgado).


62- Refogadinho de Chicória ou Escarola

Cortam-se 5 folhas pela metade, no sentido do comprimento. Refogam-se em duas colheres de sopa de óleo; adiciona-se uma colher de chá de sal; cobre-se e ferve-se em fogo brando.


63- Refogadinho de Bardana e Cenoura (Kimpira)

Cortam-se pedacinhos bem finos, no sentido longitudinal, de raizes de bardana e de cenoura, na proporção de 3 da primeira, por uma da última.


Refogam-se em óleo as raízes de bardana, até que elas estejam bem cozidas.


Adicionam-se cenouras e cozinham-se em um pouco de água até amaciar. Salga-se e adiciona-se uma pitada de molho de soja.


64- Refogadinho de Cebola

Cortar duas cebolas grandes, no sentido de comprimento. Refogar bem em uma colher de sopa de óleo; temperar com sal e adicionar um pouco de molho de soja (shoyu) no final.


65- Refogadinho de Agrião

Corta-se o agrião em pedaços de 3 centimetros.
Refoga-se com óleo em fogo brando.
Adiciona-se sal. Pode-se acentuar
o sabor com um-pouco de tahine (manteiga de gergelim).


66- Refogadinho de Couve com Cebola

Do mesmo modo que o de agrião (65).


67- Refogadinho de Cenoura com Cebola

Também, do mesmo modo que o de agrião (65).


68- Refogadinho de Aipo
com Cebolinha Verde

Refogar em óleo; temperar com sal.
Os diversos tipos de Nituke, acima citados, devem ser secos.
Alimentos com molhos, caldos, não podem ser chamados de Nituke.


69- Refogadinho de Cozido Variado (hisime)

Cortam-se em pedaços grandes, cenouras, raizes de bardana, raizes de lótus, nabo branco, feijão vagens, queijo de soja (tofu) seco, alga marinha (kombu) em pedaços grandes, etc.


Adiciona-se água e ferve-se, até amolecer bem. Salga-se e adiciona-se um pouco de molho de soja (shoyu). Não deve ter caldo ao ficar pronto.


Próxima (4) | Anterior (2) | Índice


Fonte

"Macrobiótica Zen - A Arte da Longevidade e do Rejuvenescimento",
de George Ohsawa (pseudônimo de Sakurazawa Nyoiti)


Nota de Euro Oscar

Não aproveitei nesta coleção as receitas com ingredientes de origem animal.


Buscar no Site


Buscar na Web


Home