RELATO DA FÉ BAHAI - 1

A VIDA DE DOROTHY BAKER

Muitos bahains, na história da Fé, foram exemplos inesquecíveis e realmente extraordinários do que o poder da oração pode fazer por uma pessoa.
Dorothy Baker, que escolhemos para ilustrar como um exemplo vivo e insofismável do que pode significar a oração na vida de alguém, é realmente uma dessas bahains cuja vida será lembrada pela eternidade como um anjo de luz que Baha'u'llah escolheu para servir Sua Causa em todos os Reinos de Deus.


Dorothy Baker nasceu nos Estados Unidos, em 1898, na cidade de Lima, Ohio, onde também nasceram alguns bahains famosos no Brasil. O casal Edmund e Muriel Miessler, e seus filhos Margot e Bob Miessler.


Em 1937 foi eleita para a Assembléia Espiritual Nacional daquele país, onde trabalhou até ser indicada por Shoghi Effendi, em 1951, Mão da Causa de Deus.
Foi uma oradora inigualável. Falou a milhares e milhares de pessoas, em especial para estudantes universitários e colegiais nos Estados Unidos, em mais de mil palestras, que deu durante vários anos. Viajou pelo mundo inteiro, inclusive visitando o Brasil nos anos quarenta.

ORAR ATÉ OUVIR A VOZ DE DEUS

Sua filha, Dorothy Freeman, escreveu um lindo e extraordinário livro biográfico sobre Dorothy Baker, intitulado "From Copper to Gold" ("Do Cobre ao Ouro"), publicado em inglês em 1984, do qual extraímos alguns trechos, publicados a seguir.


Dorothy Baker faleceu em 1954, num desastre aéreo, quando viajava de Roma para Londres, após uma longa viagem de ensino pela África e Índia. O avião em que viajava, um Comet, de que ela tanto gostava, explodiu no ar sobre o Mediterrâneo.


Os textos seguintes são traduzidos do livro em questão. São testemunhos de pessoas que conviveram com Dorothy e relatam fatos realmente maravilhosos, extraordinários até, sobre essa querida Mão da Causa. Gene Pritchard fez algumas anotações de palestras de Dorothy Baker em Rice Lake, 1941, sobre a oração:


"Ore até sentir o contato íntimo com algo especial. Então fique atento. Deus abrirá a porta. Devemos saber qual é o primeiro desejo de Deus. Ter uma paixão espiritual magnética. Falar, ouvir o que o silêncio interior tem a nos dizer. Ouvir a Voz de Deus. Ansiar por algo intensamente abre o recesso do coração. Ter ardor e convicção.

A GRAÇA DA INTERCESSÃO

Lembre-se da graça da intercessão, pois é uma das forças criativas de Deus. Aqueles que ascenderam têm diferentes atributos, mas não existe separação real. O reino da misericórdia não é entendido completamente. A força que impulsiona nosso progresso é o grau de desapego, da vida consagrada, da profundidade da convicção e devoção. A profundidade de nosso contato com Deus revela o grau de nossa firmeza e fé. Servitude é a essência do movimento.


Ore em voz alta, de forma que seu corpo seja envolvido pela oração. Isso ajuda na concentração. Existe sempre companhia divina na solitude. Uma alma nunca esta só. Devemos ser sempre conscientes de Deus. "Estou longe de Ti, mas Tu estás próximo de mim." - Deus está mais próximo de nós do que nossas próprias mãos e pés. Mais próximo até que nossa respiração. A alegria é a água da vida, a causa da vivificação... A alegria aparece primeiro na vida que é inspirada, então afeta a vida dos outros...

ORAR NO LAR A CADA DIA

Todo lar onde existe oração é o jardim de Deus. Você pode perder contato depois de se ter entregue a Deus, através dos véus e nuvens de sua própria imaginação, se não orar todos os dias.
Se sentir nuvens sobre você, use a Epístola de Ahmad. Ela nunca falha. Se existia alguma parede intransponível, Martha Root usava a Epístola de Ahmad nove vezes. "Busca, ó servo de Deus, esta luz até que permaneça em alegria ilimitada." Busque condições que sejam eternas.


Se a cura é o melhor, certamente será concedida. Remédios e orações não são contraditórios. A lei da oração é superior...
As orações de uma alma não penetram os véus do Reino se não houver pureza de intenção de quem ora.
Use a Epístola de Ahmad muitas vezes para alcançar efeitos que você é capaz de fazer para confirmar outras almas. Não desperdice seu destino. Peça a Deus para usar você. "Levanta-te para aquilo para o que foste criado." Este é o Dia de Deus. Realizemos algo na vida, mesmo que pequeno. Através de nossas ações podemos recriar vidas. Quando você ora, primeiro de tudo saiba que está na presença do Todo-Poderoso. Então ore com total desapego."


"Antes de falar a grandes audiências, Dorothy dizia que seus joelhos tremiam ao se aproximar das portas dos grandes auditórios e colégios onde falou, mas recitava a Epístola de Ahmad várias vezes. E quando, finalmente, dirigia-se ao público na platéia, sentia um poder espiritual tão grande como se fosse uma forte ventania que passava por ela, e que fazia com que milhares de pessoas ficassem ajoelhadas diante do Bem-Amado. Isso mostrava que ela se tornara totalmente desapegada e falava somente depois que Ele houvesse falado."

BAHAI: PRIMEIRO TESTEMUNHO

Testemunho de Dorothy Campbell Rougeou:


"Em janeiro de 1942, fui convidada para uma palestra bahaim em Jackson, Mississipi. Nunca ouvira falar da Fé, nada sabendo sobre seus ensinamentos. As senhoras que me receberam à porta do salão eram muito atenciosas...


Pareciam tão tranqüilas e felizes, embora demonstrando grande dignidade e reverência. Então, uma linda mulher, loira e alta, foi apresentada como a oradora da noite - a sra. Dorothy Baker - e ela disse que gostaria de começar a reunião com uma oração de Baha'u'llah, o Fundador da Fé Bahaim.


Estávamos todas sentadas e após a oração ter se iniciado senti um forte tremor em todo o corpo, tanto que tive de me segura à poltrona para poder controlar-me. Meu primeiro pensamento foi que sentira uma forte calafrio, sem importância. Mas quando a oração foi encerrada, o tremor continuou.


Fiquei tão trêmula que nem me lembro de tudo que ela falou. Sei que antes de concluir disse que os Bahains acreditam tratar-se da Palavra de Deus para os dias de hoje, e como sempre acontece com a Palavra criativa de Deus, tinha o poder de modificar nossas vidas. Ela nos desafiou a adquirirmos um livro de orações bahains, lermos trechos deles todos os dias durante duas semanas, e então iríamos nos sentir diferentes, não querendo jamais deixar de ler as orações.


Como boa batista que era, jamais lera um livro de orações em minha vida, mas achei o desafio tão extraordinário que adquiri um livro e li-o diariamente como ela falou. Reconheci ser verdade o que falara. Depois de duas semanas jamais parei de ler as orações. Descobri também que havia me transformado. Meu coração ficara purificado das emoções negativas que tinha. Estava pronta para estudar os ensinamentos bahains. Depois de alguns meses de leitura intensiva, de estudo e orações, aceitei a Fé..."


Nota: Em 1950, Dorothy Campbell mudou-se para a América do Sul, para ajudar no crescimento da Fé nesta parte do mundo. Sua folha de serviços à Fé inclui a participação como membro de várias Assembléias Espirituais Nacionais da América do Sul, em muitas delas como secretária. Retornou aos Estados Unidos em 1973.

Parte 2

FONTE

http://www.bahai.org.br/oracao/HPORABAK.htm


Google
 
Web www.eurooscar.com









Se chegou aqui por um link externo e não está vendo o menu fixo à esquerda, clique aqui, para melhor navegar.


Página inicial do site