O Tao do Ocidente - 18


Palavras de Sabedoria:
23 (fim), 24 e 25.


23- "Não há Ética onde o Direito toma o lugar da Justiça." (prosseguimento)
Poderíamos pelo exposto, supor que as coisas, no geral, estão negativas? A resposta é não. Elas estão positivas na metade deste composto chamado Tai-Chi, e negativas na outra metade. E será possível reverter o processo? A resposta agora é sim. Bastaria num primeiro instante, buscar uma forma de aniquilar os grandes desequilíbrios econômicos e sociais. E isto não é nada fácil; afinal o Ta-Chi que representa a situação mundial, está constituído de elementos poluídos pelos próprios homens nestes séculos de insensatez. E continuaria sendo deficiente, a solução violenta.

Lembremos que há SEMPRE a contra-partida. Quando se busca o aprimoramento pessoal, o que estamos promovendo, é a realização de nosso micro-cosmo, nosso EU superior equilibrado. Certamente nossa atitude vai ter reflexo em nosso entorno. Tão certo quanto dois mais dois são quatro. Por extensão, um grande movimento mundial em favor da paz (harmonia), tendo necessariamente que passar pela ideia expressa no Tai-Chi, resultaria no aprimoramento do macrocosmo planetário.

Enquanto isto, a vida mundana é um eterno gozo para os que estão em cima da Roda da Fortuna, e uma permanente maldição para os que estão em baixo. Deveríamos ter a necessária humildade e compreensão de que este processo é dinâmico. O posição da Roda será diferente daqui a um segundo, talvez não para todo o planeta, mas com toda a certeza para alguns. Se você pode contribuir de alguma forma para melhorar o quadro, faça-o, nem que seja aprimorando-se em equilíbrio e serenidade, em atos e pensamentos. Será um trabalho solitário com resultados sociais imediatos.

24- "Viver nossas tarefas é estar no Tao."
Lao-Tsé expõe com admirável concisão, uma observação milenar de sua gente: quando se está integrado, vivenciando cada instante e cada passo da tarefa que estamos executando, estamos recebendo a grande graça do Tao: a harmonia perfeita de corpo e mente. Um bom exemplo, pode ser dado pela tarefa de escrever. O escritor atua no físico (máquina de escrever, computador...) e obviamente no mental. Se naquele dia, falta-lhe inspiração, e ele se põe em wu-wei, isto é, em estado de mente despreocupada com a questão, o espaço aberto é rapidamente preenchido pelo Tao e pela resposta.

Esta interação Homem/Tao, é surpreendente. Um poeta, por exemplo, animado por esta atitude, está de tal forma concentrado em cada verso, em cada palavra ou ideia, que ele acaba por penetrar no mundo mágico da intuição. E quando isto acontece, seu verso flui equilibrado e harmonioso. Este mundo maravilhoso é o Tao. A sugestão de Lao-Tsé de alguma forma lembra o fazer a coisa certa. Para os que trilham o Tao, fazer a coisa certa é sentir e viver a cada instante o que se esteja fazendo. Em duas palavras: serena concentração.

25- "O vazio será cheio e o incompleto será completado."
Conheci uma moça, que vivia dizendo que era incompetente, que custava a entender as coisas, que suas opiniões não tinham o menor valor, etc. Ela não era nem uma coisa nem outra. Seria uma pessoa perfeitamente normal, não fosse esta atitude de sistemática lamentação. Creio que o que ela desejava no fundo, era se eximir da responsabilidade de tomar posições. Para muitas pessoas, esta postura, é bastante conveniente.

A alienação voluntária, é incompatível com a ação social. A pessoa não se prejudica, não se expõe, mas também não participa. Confesso que até hoje, tenho muito pouca boa vontade com esse tipo de gente. E eu explico: na maior parte das vezes, essas pessoas sabem muito bem dos assuntos que dizem ignorar. Formam uma categoria de indivíduos desarmônicos, que vivem da mentira, do engano e do egoísmo. E dessa categoria, devemos manter prudente distância, já que pelo processo de interação, ela abala o equilíbrio que levamos muito tempo a construir.

A notável frase extraída do Tao-Te-Ching, afirma o que a esta altura já sabemos: ninguém é totalmente culto ou ignorante. Em nosso Tai-Chi, a ignorância possui a semente do conhecimento, e no lado do conhecimento, a semente da ignorância. TODOS podem desenvolver os pontos que se acham fracos. Temos em nós, hoje, agora, plantado em algum lugar, o princípio de nossa evolução. O Tao certamente agirá, bastando que efetivamente queiramos crescer. O vazio será cheio e o incompleto será completado.


Próxima (19) | Anterior (17) | Índice


Fonte do Texto

O Tao do Ocidente.
Direitos reservados © 2000.
P. G. Romano.
pgromano@hotmail.com
Agradeço a esse autor por permitir que esta edificante obra seja aqui veiculada, para o bem de todos.


Buscar no Site


Buscar na Web


Home